Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Ilha do Sal com mais de 11 mil pessoas vacinadas com primeira dose (c/áudio)

Espargos, 23 Jun (Inforpress) – Mais de 11 mil pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19 em poucos dias de vacinação na ilha do Sal e a previsão é para inocular 28 mil indivíduos maiores de 18 anos.

Considerando o ritmo de vacinação na ilha, o delegado de Saúde, José Rui Moreira, volta a prognosticar queem menos de um mês toda a população estará vacinada com a primeira dose de AstraZeneca, a avaliar a adesão das pessoas nessa campanha de vacinação.

“Nesse momento, pelas previsões, faltam cerca de 26 mil pessoas para vacinar, portanto, já vamos a mais de 30 por cento de pessoas vacinadas. Isso quer dizer que, continuando nesse ritmo, em 20 dias úteis poderemos ter a população alvo vacinada”, calculou, adivinhando lá para meados de Julho toda a população, maior de 18 anos vacinada.

Esta previsão leva o médico a também calcular que no mês de Outubro a população esteja, igualmente, vacinada com a segunda dose, havendo vacinas disponíveis, conforme disse.

Quanto a reacções advenientes da vacina, José Rui Moreira esclareceu que as que ocorrem têm sido ligeiras, como dor local e febre, o que, é natural, conforme tranquiliza.

“É natural a ocorrência de reacções depois da toma da vacina. As pessoas devem ficar tranquilas. Isso demonstra que o nosso corpo está a reagir para produzir anticorpos que nos vai defender, no futuro da doença. Mas as reacções passam rapidamente”, explicou, aconselhando, nesses casos, a toma de paracetamol.

Contudo, além de febre e dor local, alertou, que havendo falta de ar, inflamações em termos de alergias, sintomas que possam levar a alguma gravidade, a pessoa deverá dirigir-se às estruturas de saúde de modo a ter seguimento em função da sua necessidade.

“Mas não há por que se preocupar, porque as reacções têm seu lado positivo, demonstram que o nosso corpo está a reagir para produzir anticorpos contra um corpo estranho, que é a vacina que entrou no nosso organismo”, explicou.

SC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos