Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Governo proíbe Carnaval em todo o território nacional (c/áudio)

Cidade da Praia, 10 Jan (Inforpress) – O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, anunciou hoje, na cidade da Praia, que este ano ficam suspensas todas as actividades do Carnaval no País, justificando com o “aumento exponencial” de casos de covid-19 no arquipélago.

Esta decisão, disse o governante, visa “reverter o quadro epidemiológico” de covid-19 e, sobretudo, “preservar a capacidade de resposta do Sistema Nacional de Saúde”.

Segundo o ministro, com esta medida os grupos carnavalescos não podem ensaiar e nem realizar desfiles e apresentação de blocos, bem como as festas públicas ou privadas ou ainda em espaços públicos.

Ficam igualmente proibidas as festas promovidas no quadro das celebrações culturais do Dia de Cinzas, uma tradição vincadamente na ilha de Santiago.

Esta tradição, conforme Paulo Rocha, pode acontecer num “contexto restrito”, ou seja, de “natureza familiar”, preferencialmente entre “coabitantes”.

“As celebrações do Dia do Município devem restringir-se ao acto solene ou às actividades que não sejam susceptíveis de promover aglomerações de pessoas”, indicou o ministro da Administração Interna, acrescentando que a tradicional Corrida da Liberdade que todos os anos, a 13 de Janeiro, se assinala na Cidade da Praia, fica suspensa.   

As actividades culturais que se promovem no mês de Abril, adiantou o ministro, ficam a depender da evolução da situação da pandemia.

Instado sobre a vertente fiscalização, Paulo Rocha deixou entender que equipas vão estar no terreno para controlar, primeiro na perspectiva “pedagógica e de sensibilização” e, num segundo momento, não descarta a possibilidade de aplicação de coimas que se vierem a justificar.

O Governo comunicou estas restrições ao País no dia em que se registaram dois óbitos e 709 casos novos de covid-19, resultantes de 1.746 amostras processadas nos laboratórios nacionais.

De acordo com o Boletim Epidemiológico hoje divulgado, São Vicente registou o maior número de casos que resultaram de 523 amostras analisadas, seguida da capital com 183 infecções provenientes de 518 testes processados.

São Domingos, na ilha de Santiago, é o único município onde não se verificou nenhum caso de covid-19 nas últimas 24 horas.

Ao todo, há assinalar 1.374 recuperados, sendo Praia (388), Ribeira Grande de Santiago (31), São Domingos (14), Santa Catarina (51), São Salvador do Mundo (10) Tarrafal (13), São Miguel (17), Santa Cruz (7), São Lourenço dos Órgãos (21), São Filipe (94), Mosteiros (13), Santa Catarina do Fogo (16), Brava (4), Ribeira Grande de Santo Antão (90), Paul (27), Porto Novo (46), São Vicente (314), Sal (51), Ribeira Brava (seis), Tarrafal de São Nicolau (64), Boa Vista (66) e Maio (31).

Com estes novos dados Cabo Verde passa a contabilizar 5.566 casos activos, 45.002 recuperados, 362 óbitos, sendo 20 óbitos por outras causas e nove transferidos, perfazendo um total de 50.959 casos positivos acumulados.

As autoridades continuam a reforçar o apelo para que as pessoas cumpram o distanciamento social, usem máscara e pratiquem a higiene das mãos e demais recomendações emanadas para evitar a propagação da covid-19.

A covid-19 é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em vários países.

LC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos