Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Governo garante máscaras gratuitas às famílias registadas Cadastro Social Único

Cidade da Praia, 05 Mai (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, garantiu hoje que o Governo irá disponibilizar, de forma gratuita, kits de máscaras às famílias carenciadas registadas no Cadastro Social Único (CSU) e às pessoas com idade superior a 65 anos.

O chefe do executivo fez estas afirmações, em declaração à imprensa, à margem de uma visita a empresa Confecções Alves Monteiro, para se inteirar da capacidade de produção de máscaras comunitárias para as necessidades actuais do País, no contexto da pandemia do novo coronavírus.

Segundo Ulisses Correia e Silva, o Governo criou um conjunto de incentivos fiscais e aduaneiros para que o custo de produção e de vendas seja acessível às pessoas durante o período da covid-19, realçando, contudo, que haverá fiscalização relativamente ao cumprimento das leis e regras exigidas.

“A disponibilização de máscaras vai fazer parte da cesta básica para as famílias que não podem comprar que estão identificadas no Cadastro Social Único e para pessoas com idade superior a 65 anos e que tenha algum problema de saúde cronica”, afirmou, lembrando que o uso de máscaras será obrigatório para os servidores e funcionários públicos e privados.

Considerou ainda a utilização de máscaras como um instrumento de trabalho, frisando, neste quadro, que a entidade patronal seja pública ou privada deve disponibilizar este equipamento de protecção individual para os seus servidores, isto tendo em conta que os cabo-verdianos terão ainda que conviver com o vírus por um período de tempo indeterminado.

Abordando o não total cumprimento por parte das pessoas do distanciamento exigido, ressalvou que o Governo reforçou as medidas, com destaque o alargamento do período de funcionamento dos bancos para evitar aglomeração de pessoas e filas desnecessárias.

“Reforçamos as condições para que os bancos tenham maior período de atendimento para que haja menos necessidade de filas fora dos bancos e quando tem que fazer filas, as pessoas têm que respeitar o distanciamento porque não há outra forma de o fazer, não é possível ter um polícia a frente de cada casa e de cada pessoa”, frisou.

Apelou neste sentido às populações para o cumprimento das medidas de prevenção impostas pelo Governo contra a covid-19, visando evitar o contágio e a propagação do vírus e garantir que as classes consideradas de riscos, nomeadamente os idosos, não sejam afectadas com a doença para que país não venha  registar mais mortes.

A Cidade da Praia registou hoje mais 11 novos casos positivos de covid-19, num total de 13 confirmados pelo laboratório de Virologia do Instituto Nacional de Saúde Pública, o que eleva para 186 o número de pessoas infectadas no País.

De acordo com o boletim clínico do Ministério da Saúde e da Segurança Social, num total de 61 amostras analisadas, 13 testaram positivos, dos quais 11 novos casos todos no concelho da Praia e dois de controlo no Hospital Dr Agostinho Neto.

Cabo Verde passa a contar com 186 casos de infecção pela covid-19, sendo 127 na ilha de Santiago (124 concelho da Praia, dois no Tarrafal e um em São Domingos), 56 na Boa Vista e três em São Vicente.

Destes casos testados positivos há a registar 37 recuperados e duas mortes – um cidadão inglês de 62 anos que se encontrava de férias na ilha da Boa Vista, e uma idosa de 92 anos do concelho da Praia.

CM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos