Covid-19/Fogo: Ilha registou hoje mais um óbito com a morte de um indivíduo de 90 anos

São Filipe, 23 Out (Inforpress) – A ilha do Fogo registou mais uma vítima mortal provocada pela covid-19, elevando-se para cinco o total de óbitos notificados desde 17 de Agosto, distribuídos pelos municípios dos Mosteiros (01), Santa Catarina (01) e São Filipe (03).

O último óbito é um individuo do sexo masculino de 90 anos, natural de São Filipe e que segundo o director do hospital São Francisco de Assis, Evandro Monteiro, entrou no hospital cerca de 12 horas antes de falecer com outras morbilidades, nomeadamente tosse e falta de ar.

Apesar desta situação e porque depois de falecer o resultado do teste PCR confirmou que estava infectado pela covid-19, para estatística conta como vítima de novo coronavírus, referiu Evandro Monteiro.

Em relação ao falecimento de um outro individuo do sexo masculino na casa dos 60 anos, natural do município de São Filipe e residente na localidade de Patim, zona sul, Evandro Monteiro disse que deu entrada no hospital já sem vida e aguarda pelo resultado do teste PCR para se saber se é também vitima da covid-19.

O indivíduo é um condutor profissional, sendo que na quarta-feira exerceu a sua actividade normalmente e, na quinta-feira, não trabalhou, queixando-se de dores no corpo e esta madrugada foi conduzido ao hospital regional onde chegou sem vida.

A ilha do Fogo contabilizou quinta-feira 15 novos casos e hoje, segundo dados avançados pelo director do hospital devem constar no boletim epidemiológico, pelo menos, mais 16 novos casos das amostras processadas quinta-feira no laboratório do hospital regional e cujo resultado foi conhecido na noite de quinta-feira depois da divulgação do boletim.

Evandro Monteiro indicou ainda que o número poderá ser maior isto tendo em conta que existem amostras pendentes na Cidade da Praia que estão a ser analisadas.

O laboratório do hospital regional realiza diariamente uma média de 60 a 70 amostras para testes PCR.

Evandro Monteiro lembrou que existe uma linha verde grátis que as pessoas podem utilizar para contactar a delegacia de Saúde e o próprio hospital e não permanecer em casa até que a situação se complica ainda mais.

Com os últimos dados a ilha passa a contabilizar, desde o surgimento do primeiro caso a 17 de Agosto até o dia 16 de Outubro, cerca de quatro centenas de casos acumulados da covid-19, sendo 168 nos Mosteiros, 224 em São Filipe, e, 15 em Santa Catarina, com um total de cinco óbitos, distribuídos pelos municípios dos Mosteiros (01), Santa Catarina (01) e São Filipe (03).

São Filipe ultrapassa neste momento os Mosteiros em número de casos acumulados com cerca de 224 contra os 168 dos Mosteiros que há várias semanas não tem registado casos activos.

Santa Catarina do Fogo que somou quinta-feira outros dois recuperados e nenhum caso novo, não tem neste momento casos activos, contando 14 recuperados e um óbito, num total de 15 casos acumulados.

São Filipe tinha, segundo os dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde de quinta-feira um total de 86 casos positivos, somando mais 16 de hoje passa a ter mais de uma centena de casos activos e um doente hospitalizado, um idoso, que no dizer do director do hospital está estável e a evoluir positivamente.

JR/DR

Inforpress/Fim

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos