Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/Fogo: Festividades da bandeira e do dia do município com actividades mínimas para evitar proliferação de casos

São Filipe, 27 Abr (Inforpress) – As tradicionais festas da bandeira e do dia do município de São Filipe que, em regras, teria o seu início oficial hoje com pilão e corrida de cavalos, vão ser assinaladas este ano com o mínimo de actividades.

O presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva, disse que se está num período de festas, mas que a situação da pandemia da covid-19 que afecta Cabo Verde e agravada nos últimos dias, implica a realização das actividades mínimas.

Este indicou que a autarquia já se reuniu com as instituições ligadas às festas, nomeadamente a Casa das Bandeiras, Igreja e autoridades sanitárias, e decidiu que este ano “não irá promover nenhuma actividade com concorrência do público” e que leva a aglomeração de pessoas para evitar a proliferação da pandemia.

“A nossa grande promessa é comemorar as festas de 2022, ano em que se assinala o centenário da elevação de São Filipe a categoria de cidade, e por isso, este ano limitaremos às comemorações mínimas e que não favorece aglomeração de pessoas”, disse Nuías Silva.

Com relação à corrida de cavalos sem público e com transmissão online, este justificou que com a resolução do Conselho de Ministros que abre as actividades desportivas sob determinadas condições, os organizadores apresentaram um plano de contingência que foi aprovado pelas autoridades de saúde.

A câmara, enquanto entidade pública que zela pelos interesses do município, precisou, vai apoiar nos mesmos moldes anteriores com os prémios, disponibilização do hipódromo e co-organização.

Este deixou claro que a autarquia exige que se faça a corrida num quadro de “respeito absoluto” às normas sanitárias, sem púbico, com transmissão, sublinhando que as outras actividades programadas como atletismo e corrida de botes, além de permitir assinalar a data, vai ajudar os atletas, as pessoas da área dos inventos, proprietários de cavalos.

Para o presidente da câmara há uma quota-parte da cidadania e a realização desta actividade poderá ser um bom teste para ver se as coisas estão a funcionar, lembrando que todos têm de respeitar aquilo que são as regras para poderem continuar a desfrutar das realizações.

Numa situação de normalidade, hoje seria o dia da realização da primeira fase de corrida de cavalos, o início do pilão para a preparação do milho para o almoço do 1º de Maio e a primeira de cinco noites de baile no Presídio, além de várias outras actividades.

No entanto, no quadro das comemorações das tradicionais festas, que se celebra entre 25 de Abril a 01 de Maio, a câmara realiza a partir do dia 28 de Abril uma feira de produtos como forma de promover e divulgar produtos “made in Fogo”, assim como uma feira de saúde na zona de Cruz dos Passos.

Por ser um ano atípico, marcado por pandemia da covid-19 em que o sector da cultura e turismo foram mais afectados, a realização da feira, que contará com cerca de 30 expositores, constitui uma oportunidade para os munícipes que trabalham nestes sectores de actividades.

Apesar da não realização da festa a ilha e a cidade de São Filipe, recebeu a visita de muitos emigrantes, sobretudo dos Estados Unidos da América, que adquiriram o bilhete de passagem no ano passado e não puderem viajar, aproveitaram para o fazer este ano antes que o bilhete aspire o seu prazo de validade.

JR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos