Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/Fogo: Câmara manda casas comerciais fixar preços nos produtos para evitar especulação

São Filipe, 02 Abr (Inforpress) – A Câmara de São Filipe está a notificar as casas comerciais para fixarem os preços dos produtos em locais visíveis como forma de evitar a especulação neste período de quarentena motivado pelo novo coronavírus (covid-19).

O presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Jorge Nogueira indicou que este trabalho está sendo feito pela equipa de fiscalização, já que o técnico de Inspecção Geral das Actividades Económicas (IGAE) indicado para apoiar a equipa local não conseguiu viajar devido à restrição nas deslocações de pessoas inter-ilhas.

Alguns consumidores têm reclamado da alta de preço de alguns produtos neste período, mas nenhum deles dispõe de recibos/facturas que permite às autoridades actuar, razão pela qual Jorge Nogueira exorta os consumidores a exigirem recibo das casas comerciais na compra de produtos.

Este observou que nenhum comerciante pode recursar a venda do produto quando lhe for exigido o recibo, sublinhando que com a fixação de preços nos locais visíveis ou nos próprios produtos não terão como aumentar o preço.

Com relação ao Estado de Emergência, o comandante regional da PN, Roberto Costa Fernandes, indicou que hoje há menos circulação de pessoas nas ruas, observando que esta quarta-feira foram apreendidas cinco viaturas particulares e de aluguer por circular na via pública sem justificação para tal e por não respeitar o limite no transporte de 50 por cento da sua capacidade de passageiros.

Neste momento as duas empresas de combustíveis não dispõem de gás, sobretudo as garrafas de 12 quilos que são mais procuradas pelas famílias.

Quer uma como a outra empresa espera poder repor o ‘stock’ no próximo sábado, mas lembram que têm tido problemas com as garrafas já que muitas pessoas têm ‘stock’ em casa, criando assim problema no reabastecimento.

JR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos