Covid-19: Ficase vai receber doação de 10 toneladas de produtos da Sumol+Compal

Cidade da Praia, 02 Jun (Inforpress) – A Fundação Cabo-verdiana de Acção Social Escolar (Ficase) vai receber da Sumol+Compal 10 toneladas de néctares de fruta para reforçar a segurança alimentar das crianças oriundas das famílias mais desfavorecidas.

A informação foi dada à Inforpress pelo presidente do conselho de administração da Ficase, Albertino Fernandes, indicando que esta doação se insere na parceria de cooperação existente há mais de 12 anos entre a fundação e a empresa que, anualmente, tem disponibilizado cerca de dois mil kits escolares.

“Trata-se de um dos parceiros mais fortes da Ficase, e decidiram alargar essa contribuição para apoiar o nosso programa de cantinas escolares e os produtos serão canalizados para todas as escolas do país”, referiu.

Albertino Fernandes assegurou que este apoio é mais uma resposta ao apelo lançado pela instituição com o intuito de apoiar as famílias cabo-verdianas a enfrentar, com dignidade, estes tempos difíceis devido à pandemia da covid-19, uma batalha à escala global, cujos efeitos atingem fortemente Cabo Verde.

Em relação a Programa de Assistência Alimentar lançado pelo Governo no âmbito do estado de emergência, por causa da covid-19, explicou que na primeira fase foram beneficiadas mais de 32 mil famílias a nível nacional e, na segunda, mais de 27 mil famílias das ilhas de Santiago e Boa Vista.

Revelou que a campanha solidária de mobilização de recursos através de doações ‘online’ lançada a 10 de Abril, para reforçar o Programa de Assistência Alimentar, está a decorrer “muito bem” e pretende arrecadar cerca de 30 mil contos.

Cabo Verde regista um total acumulado de 466 casos de covid-19 distribuídos pelas ilhas de Santiago 402, sendo 392 na Praia, 04 em Santa Cruz, 04 em São Domingos e dois no Tarrafal, Boa Vista (56), São Vicente (04) e Sal (04). O número de recuperados é de 237.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 373 mil mortos e infectou mais de 6,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Cerca de 2,6 milhões de doentes foram considerados curados.

AV/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos