Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Excesso de mortalidade recua na UE em Janeiro e Fevereiro – Eurostat

Bruxelas, 16 Abr (Inforpress) – O excesso de mortalidade na União Europeia (UE) recuou em Janeiro (16%) e Fevereiro (5%), após picos de crescimento de 41% em Novembro e de 30% em Dezembro de 2020, devido à covid-19, anunciou hoje o Eurostat.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, o excesso de mortalidade na UE – o número de óbitos acima do que seria esperado para um determinado período – começou a recuar nos primeiros dois meses do ano, 16% em Janeiro e 5% em Fevereiro, quando comparado com a média dos mesmos meses entre 2016 e 2019.

Com a pandemia de covid-19, o excesso de mortalidade na UE atingiu um primeiro pico em Abril de 2020: mais 25% do que a média registada no mesmo mês entre 2016 e 2019.

Entre Maio e Julho últimos, o excesso de mortalidade recuou, tendo voltado a aumentar em Agosto, atingindo os 41% em Novembro e os 30% em Dezembro.

Em Portugal, o pico de excesso de mortalidade foi atingido em Janeiro (60,2%, face aos 15,9% de média da UE), um valor muito acima dos picos anteriores: 25,8% em Julho de 2020 (UE 3,1%) e 15,8% em Abril de 2020 (UE 25,1%).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.987.891 mortos no mundo, resultantes de mais de 139 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.937 pessoas dos 829.911 casos de infecção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos