Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: “Excelência da diplomacia cabo-verdiana angaria apoios importantíssimos indispensáveis nesta luta”, MpD (c/áudio)

Cidade da Praia, 22 Abr (Inforpress) – O MpD observou hoje que a “excelência da diplomacia cabo-verdiana” tem sabido junto dos parceiros internacionais angariar “apoios importantíssimos indispensáveis” nesta luta, para que País possa conviver com a pandemia sem pôr em causa a economia.

Esta convicção do grupo parlamentar do Movimento para Democracia (MpD, poder), foi transmitida pela sua líder Joana Rosa, consciente de que a esta crise provocada pela covid-19 fez com que as prioridades actualmente centrassem na prevenção ao combate ao “inimigo invisível” que provoca “incertezas e tragédia planetária”.

Admitiu que Cabo Verde não foge a regra e que as consequências económicas e sociais, até se descobrir a vacina, “são devastadoras”, e que, pensando nas mitigações destas efeitos, o executivo tomou medidas de protecção social destinadas ao sector informal da economia e pequenos negócios, com a disponibilização de 300 mil contos, que “estão a beneficiar mais de 100 famílias”.

Enumerou ainda a implementação de um programa de rendimento social de inclusão emergencial para famílias em situação de pobreza extrema no mundo rural, a assistência alimentar a alunos.

Estas constatações da líder da bancada parlamentar do MpD vão ao encontro das do ministro de Estado, Fernando Elísio Freire, ao elucidar que o Governo aprovou um conjunto de medidas dirigidas à protecção social das famílias e do rendimento dos que operam no sector informal da economia e que ficam afectados pelas restrições das medidas de combate.

Neste particular descreveu a implementação do rendimento solidário, rendimento social de  inclusão emergencial a elevar-se para oito mil o número de beneficiários, assistência alimentar inicialmente preconizada para 22500 famílias, mas que já atingiu 25351 beneficiados, para além de cuidados permanentes a idosos e pessoas dependentes que vivem isolados.

Apontou ainda a adopção de medidas de mobilização de águas no meio rural, envolvendo cerca de 45 mil contos, medidas de proteção de emprego, rendimento e empresas, regime simplificado para suspensão temporário de contratos, isenção de pagamento das contribuições para a segurança social, regime jurídico excepcional de subsídios de desemprego de entre outros.

De acordo com dados oficiais da Direcção Nacional de Saúde (DNA), Cabo Verde conta com 68 casos positivos, sendo 52 testados na ilha da Boa Vista, 14 na cidade da Praia, um no concelho do Tarrafal e um na ilha de São Vicente.

Dois dos casos em Santiago estão oficialmente registados como sendo contraídos na Boa Vista.

Dos casos confirmados, registou-se um óbito a um cidadão inglês de 62 anos, que se encontrava de férias na ilha da Boa Vista, e um doente dado como recuperado.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos