Covid-19: EUA classificam Portugal em risco “muito elevado” e desaconselham viagens

Washington, 07 Dez (Inforpress) – Os Estados Unidos classificaram hoje Portugal como destino de risco “muito elevado” devido à pandemia de covid-19, o nível mais alto de alerta, e recomendaram que se evitem deslocações ao país.

A mais recente actualização do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos coloca Portugal no nível quatro, o mais alto de alerta devido à actual situação da covid-19 em território nacional.

Além de serem desaconselhadas viagens para Portugal, a principal agência federal de saúde pública dos Estados Unidos recomenda, a quem tiver que viajar, que tenha o esquema vacinal contra a covid-19 completo.

“Devido à actual situação em Portugal, mesmo aqueles com vacinação completa podem estar em risco de serem contaminados e contaminar com variantes da covid-19”, pode ler-se.

É ainda aconselhado aos viajantes com origem nos Estados Unidos que utilizem máscara e que mantenham o distanciamento social em Portugal.

A covid-19 provocou pelo menos 5.253.726 mortes em todo o mundo, entre mais de 265,13 milhões infecções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde Março de 2020, morreram 18.551 pessoas e foram contabilizados 1.169.003 casos de infecção, segundo dados da Direcção-geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como “preocupante” pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detectada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de Novembro, foram notificadas infecções em cerca de 30 países de todos os continentes, incluindo Portugal.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos