Covid-19: Câmara Municipal de São Salvador do Mundo retoma alguns serviços municipais (c/áudio)

Achada Igreja, 22 Mai (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Salvador do Mundo, como muitas outras do interior de Santiago, tem vindo a reabrir gradualmente, alguns dos seus serviços municipais nas áreas consideradas “fundamentais” ao público.

A informação foi avançada hoje pelo presidente da câmara, Ângelo Vaz, lembrando que a retoma desses serviços nas áreas consideradas “fundamentais”, principalmente, promoção social, serviços da protecção civil, saneamento e serviços de contribuição e impostos, aconteceu na passada sexta-feira, 15.

“Na câmara municipal estão todos a trabalhar, mas em número reduzido. Reduzimos o número de funcionários em 50 por cento (%) e também negociamos com alguns as suas férias, aliás, alguns aproveitando essa fase já tomaram as referidas férias”, adiantou o autarca.

Além da redução do número de funcionários, assegurou que foram tomadas todas as medidas de segurança para proteger tanto os colaboradores como ou utentes que demanda a câmara municipal, referindo-se ao uso obrigatório de máscaras para todos.

Lembrou ainda que o município criou um espaço na câmara para que os funcionários, utentes e qualquer pessoa que esteja a passar nas imediações dos Paços do Concelho possam lavar as mãos.

“A câmara municipal está aberta, sim, e neste momento só não estamos a dar as audiências ainda porque isto implicaria mais aproximação física, mas brevemente vamos sectorialmente a nível de cada vereação continuar a fazer o nosso trabalho, não obstante este momento de incertezas e de algum risco, mas a vida continua e o vírus não vai desaparecer de um momento para outro (…)”, vincou.

Na ocasião, o chefe do executivo municipal adiantou que as três obras que estavam em curso antes da pandemia provocada pelo novo coronavírus (covid-19) foram retomadas terça-feira, 19, referindo-se à ligação da estrada de Picos Acima a Leitão Grande, calcetamento de Achada Leitão Baixo e projecto PicArt em Achada Igreja.

“As obras já foram retomadas, tendo em conta que as empresas já tinham toda a questão de financiamento resolvida, ou seja, agora é concluí-la”, concretizou o autarca, dentro do prazo anteriormente estabelecido.

Mas, o motivo dessa interrupção é “sobejamente conhecido”, prosseguiu, lembrando que as empresas já estão a laborar, respeitando todas as recomendações das autoridades sanitárias, no sentido de conferirem   aos trabalhadores toda a segurança para que possam executar os seus trabalhos, finalizou Ângelo Vaz.

FM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos