Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Câmara de São Miguel cancela Festival Nacional de Batuque previsto para final do mês

Calheta, São Miguel, 20 Jul (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Miguel anunciou hoje que decidiu cancelar a primeira edição do Festival Nacional de Batuque, inicialmente prevista para os próximos dias 30 e 31 de Julho, devido à prorrogação do estado de calamidade.

A informação foi avançada hoje à Inforpress pelo vereador da Cultura, Albertino de Pina, justificando que tal decisão, que vai ao encontro das recomendações dos ministérios da Saúde e da Administração Interna, se deve à prorrogação do estado de calamidade devido à pandemia da covid-19, que termina justamente a 31 de Julho.

É que, segundo o autarca, a câmara liderada por Herménio Fernandes como uma instituição pública quer dar exemplo e respeitar as recomendações das autoridades sanitárias com tal decisão.

A iniciativa do artista Bob Mascarenhas e do ex-deputado nacional José Soares e que foi “abraçada” por aquele município do interior da ilha de Santiago, segundo a mesma fonte, pretendia comemorar o Dia Nacional do Batuque, a ser assinalado pela primeira vez a 31 de Julho.

O festival tinha ainda como objectivo valorizar este género musical de Cabo Verde, conhecido a nível internacional.

Não obstante o cancelamento, Albertino de Pina adiantou que a organização espera contar com o apoio de outras câmaras municipais e do próprio Governo, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, para fazer com que este evento seja realizado anualmente em cada município parceiro do projecto.

Para esta primeira edição, já estavam confirmadas as presenças de 21 grupos, de todos os concelhos da ilha de Santiago, da Boa Vista, do Maio e do Fogo.

Paralelemente ao evento seriam realizadas workshop e feiras com produtos agrícolas e pratos gastronómicos, entre outras actividades culturais.

A lei que estabelece o 31 de Julho como Dia Nacional do Batuque entrou em vigor a 06 de Maio, visando a valorização do mesmo como um dos géneros musicais mais antigos de Cabo Verde.

A iniciativa tem como objectivo reconhecer a sua importância como Património Nacional além de louvar os intérpretes e aqueles que ajudaram na criação do universo cultural diversificado que expressa, no batuque, a alma cabo-verdiana e reconhecer os direitos humanos, os direitos dos cidadãos, das populações e das mulheres.

Batuque é um género musical cabo-verdiano, tradicionalmente executado por mulheres, que se baseia na percussão e no canto e dança. É um património cultural de Cabo Verde, principalmente na ilha de Santiago.

O batuque, segundo dados históricos, é um género musical originário da ilha de Santiago, com características padrões, desde o século XVIII, sendo provavelmente o género mais antigo de Cabo Verde.

O Dia Nacional de Batuque é comemorado por toda a nação cabo-verdiana, no País e na diáspora.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos