Covid-19: Câmara da Praia conta com o apoio das associações para sensibilizar as pessoas sobre a mudança de comportamento (c/áudio)

Cidade da Praia, Ago (Inforpress)- A Câmara Municipal da Praia conta com o apoio das associações comunitárias para sensibilizar as pessoas sobre a mudança de comportamento e adoptarem medidas de prevenção da covid-19 , que já infectou mais de 1700 pessoas na Praia.

A informação foi avançada pelo presidente Óscar Santos, esta manhã, durante a apresentação pública do “Programa Stop Covid”, tendo realçado que neste momento o foco é fazer com que as pessoas mudem de comportamento e incutem os hábitos de prevenção, como o distanciamento social, lavagem frequente das mãos e uso de máscaras para vencer o vírus da covid-19.

“As condições sanitárias estão a evoluir de forma negativa na capital e exigem uma tomada de posição da câmara. Sendo que a praia é o epicentro da pandemia, achamos por bem lançar um conjunto de medidas direccionaras, sobretudo, aos bairros”, referiu o presidente, adiantando que espera contar com o apoio das associações para sensibilizar a população sobre a mudança de comportamento.

Segundo o autarca, a população tem de ter a consciência de que a covid-19 é uma doença grave e que o país está num momento decisivo, que só se resolve com o envolvimento de todos.

Com este programa, adiantou que a ideia é reduzir o risco da contaminação no município, com uma ampla campanha de sensibilização, sobretudo nos bairros de maior risco de transmissão do vírus, e sensibilizar as pessoas para a utilização massiva das máscaras quando saírem de casa.

Por outro lado, pretende também através de cartazes informativos porta a porta e com carros de som alertar a população sobre a gravidade da covid-19 e as consequências provocadas pela doença.

Óscar Santos revelou ainda que para o próximo sábado está prevista a realização de uma campanha de limpeza da cidade, em parceria com o Governo e outras entidades.

Com o Programa Stop Covid na Praia, a autarquia pretende nos próximos dois meses reduzir a incidência da doença na capital, onde o vírus já infectou 1798 pessoas e causou a morte de 22.

O autarca adiantou ainda que para os próximos 15 dias, a autarquia pretende fazer a distribuição imediata de dois mil máscaras cirúrgicas aos profissionais de comunicação social, distribuição de três mil máscaras comunitárias nos mercados do Platô, Sucupira e colocação de dispensador de álcool gel nos mercados feiras, e arredores da sucupira.

O programa visa ainda a distribuição de mil máscaras cirúrgicas para as pessoas que não as têm e que estão a circular na rua Pedonal, 05 de Julho e rua do Hospital Agostinho e nos bairros de maior risco.

Óscar Santos disse apoiar as últimas medidas para conter a propagação da covid-19, mas reconheceu que essa paralisação irá ter impacto negativo na economia.

O Programa Stop Covid Praia será implementado através de uma estratégia de comunicação que passa pela distribuição, explicação porta a porta, com o devido distanciamento físico, fixação de cartazes com conteúdos sobre a pandemia e através de spot televisivo e radiofónico.

De acordo com dados actualizados esta quarta-feira, a covid-19 já provocou 3.000 casos e 33 mortes desde que doença foi notificada em cabo Verde no mês de Março.

AV/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos