Covid-19: Cabo Verde regista 66 casos e ilha Brava com nova infecção depois de algum tempo

Praia, 14 Mar (Inforpress) – Cabo Verde está hoje sem registo de óbito, mas reportou 66 novas infecções pela covid-19, sendo a ilha Brava com um caso, depois de muito tempo sem caso.

De acordo com o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde e Segurança Social, os novos casos registados nas últimas 24 horas resultaram  de 477 testes realizados nos laboratórios nacionais.

Na  Cidade da Praia, verificou-se o maior número de casos (35), seguida do Sal (10), São Filipe (5), São Vicente (3), Ribeira Brava- São Nicolau (3),  Boa Vista (3), São Salvador do Mundo (2), Santa Catarina (2), Tarrafal (1) e Brava (1).

Registou-se ainda um total de 51 recuperados, sendo Praia (3), Ribeira Grande de Santiago (4), Santa Catarina (2), São Salvador do Mundo (1), São Miguel (3), São Filipe (1), Paul (4), São Vicente (8), Ribeira Brava de São Nicolau (18) e Tarrafal de São Nicolau (7).

O País passa a contabilizar 480 casos activos, 15.452 recuperados, 15.6 óbitos, sendo cinco por outras causas e oito transferidos, perfazendo um total de 16.101 casos positivos acumulados.

A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 2.649.334 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China, segundo o balanço diário da agência France-Presse.

Mais de 119.451.380 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus em todo o mundo, segundo o balanço, feito às 11:00 TMG (mesma hora em Lisboa) de hoje com base em fontes oficiais, sabendo-se que alguns países só testam os casos graves, outros utilizam os testes, sobretudo, para rastreamento e muitos países pobres dispõem de capacidades limitadas de testagem.

No sábado, registaram-se 9.614 mortes e 450.242 novas infecções, segundo os números coligidos e divulgados pela agência.

Os Estados Unidos são o país mais afectado em termos de mortes e casos, com 534.315 óbitos para 29.400.898 casos, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afectados são o Brasil, com 277.102 mortes e 11.439.558 casos, o México, com 194.490 mortes (2.163.875 casos), a Índia com 158.607 mortes (11.359.048 casos) e o Reino Unido com 125.464 mortos (4.253.820 casos).

Entre os países mais atingidos, a República Checa é o que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 217 mortes por 100.000 habitantes, seguida da Bélgica (193), Eslovénia (189), Reino Unido (185) e Montenegro (179).

Em termos de regiões do mundo, a Europa totalizou 895.280 mortes para 39.812.003 casos, América Latina e Caraíbas 718.102 mortes (22.732.621 casos), Estados Unidos e Canadá 556.739 mortes (30.306.379 casos), Ásia 262.653 mortes (16.616.538 casos), Médio Oriente 108.004 mortes (5.918.435 casos), África 107.598 mortes (4.032.312 casos) e Oceânia 958 mortes (33.094 casos).

O balanço foi feito com base em dados obtidos pela AFP junto das autoridades nacionais e informações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Devido a correcções feitas pelas autoridades e a notificações tardias, o aumento dos números diários, diz a Lusa, citando a France Press,  pode não corresponder exactamente à diferença em relação aos dados avançados na véspera.

LC/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos