Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Cabo Verde confirmou hoje 11º caso positivo do novo coronavírus

Cidade da Praia, 14 Abr (Inforpress) – O director Nacional da Saúde confirmou hoje existir cinco casos suspeitos pendentes da covid-19 no país, dois na Praia, um em Santiago Norte e dois em São Vicente, sendo que o total de casos positivos subiu para 11.

Em declarações à imprensa, Artur Correia explicou que dos quatro casos suspeitos na cidade da Praia, anunciados na segunda-feira, dois resultaram negativos, enquanto os 29 casos suspeitos de São Vicente, também, resultaram negativos.

Quanto à amostra pendente da Boa Vista, o responsável confirmou que o exame resultou negativo, frisando que este diz respeito ao segundo teste de controlo do primeiro caso positivo nacional do Hotel Karamboa.

Na sua comunicação, o director Nacional da Saúde reconfirmou que o caso positivo anunciado esta manhã diz respeito a uma paciente assintomática e que está em isolamento desde sexta-feira, na ilha da Boa Vista.

Questionado sobre o “descuido das autoridades” de saúde quanto à autorização para que as pessoas que estavam em quarentena no Riu Karamboa abandonassem a unidade hoteleira e que agora apresentam sintomas da doença, Artur Correria lembrou que “tudo foi feito para o bem das mesmas”.

“Quero lembrar que mesmo na Europa, os casos ligeiros não vão para os hospitais, mas para casa, para tratamento domiciliário, com medidas preventivas e protectoras, e com vigilância apertada para poderem cumprir”, disse.

Lembrou que das 207 pessoas que estavam no hotel em Boa Vista, já foram divulgados resultados de 17 testes, sendo que destes três acusam positivo.

Quanto aos 181 testes ainda em análise, Artur Correia informou que os resultados serão divulgados quarta-feira, avançando que mais casos positivos podem ser conhecidos.

O director Nacional da Saúde sublinhou que de acordo com resultados, medidas serão tomadas para evitar o alastramento da infecção.

Ainda quanto ao covid-19, Artur Correia salientou tratar-se de um problema de saúde pública, económico, financeiro e com várias vertentes a serem geridas.

No que se relaciona com a posição da Ordem dos Médicos quanto à elaboração de normas e protocolos sobre prevenção e controlo de infecção intra-hospitalar, frisou que nos hospitais já existem tais normas agora se está a exigir.

Já no que respeita à situação da população na ilha de Boa Vista, que se aglomerou junto à Protecção Civil e a solicitar sair da ilha, Artur Coreia explicou que Estado de Emergência implica a não saída de pessoas entre as ilhas.

Neste âmbito, apelou às pessoas a não se desesperarem e a cumprirem com a lei, evitando assim levar o vírus de uma ilha à outra.

Artur Correia realçou a importância de se respeitar a quarentena, uma vez que o País está a travar uma luta contra um “inimigo invisível”. Isso porque, salientou, 80% de casos acontecem sem sintomas, enquanto 20% necessita de cuidados médicos.
Itália registou hoje 602 mortes devido à covid-19 (foram 566 ontem). No total, são agora 21.067 as vítimas mortais contabilizadas.

Os Estados Unidos, que registaram a primeira morte ligada ao coronavírus no final de Fevereiro, lideram em número de óbitos e infectados, com 23.649 mortes para 582.594 casos.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afectados são a Itália, com 21.067 mortes em 159.516 casos, Espanha com 18.056 (172.541 casos), França com 14.967 mortes (136.779 casos) e Reino Unido com 11.329 mortos (88.621 casos).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de Dezembro, contabilizou oficialmente um total de 82.249 casos (89 novos entre segunda-feira e hoje, incluindo 3.341 mortes e 77.738 curados.

A Europa totalizou hoje 81.474 mortes para 973.087 casos, Estados Unidos e Canadá 24.482 mortes (608.274 casos), Ásia 5.136 mortes (144.057 casos) e Médio Oriente 5.018 mortes (105.246 casos), América Latina e Caraíbas 2.991 mortes (69.749 casos), África 835 mortes (15.376 casos) e Oceânia 77 mortes (7.601 casos).

PC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos