Covid-19: Cabo Verde com mais recuperados do que internados e registo de mais um óbito

Cidade da Praia, 29 Jun (Inforpress) – Cabo Verde registou hoje, na Praia, a sua 13ª vítima mortal associada ao novo coronavírus, anunciou o director nacional da Saúde, realçando que o País tem tido, há vários dias, mais doentes recuperados do que internados.

Na habitual conferência de imprensa diária para fazer o balanço da doença em Cabo Verde e no dia em que o País teve mais dez casos novos de covid-19, todos no concelho da Praia, assim como a vítima mortal, Artur Correia afirmou que entre as semanas de 01 a 14 de Junho, registaram-se dois picos de novos casos, mas que de 15 a 21 de Junho, houve uma descida da epidemia em Cabo Verde.

Entretanto, fez saber que na semana de 22 a 28 de Junho, foi registada uma “ligeira subida”, garantindo que “há sempre uma tendência de baixar os picos”, apesar da existência de “várias frentes” com focos nas ilhas de Santiago e do Sal, sublinhando que quase 50% dos casos que foram anunciados nos últimos três dias são da semana anterior.

“Neste momento, temos 543 doentes internados, e dessas, 12 estão em isolamento hospitalar, sete no Hospital Agostinho Neto, quatro em Santiago Norte e uma na ilha do Sal. Desde início da epidemia, em Março, recuperaram 607 doentes (52,7%), ou seja, há vários dias que temos mais recuperados do que internados a nível nacional”, afirmou, lamentando os 13 óbitos que o País já registou, sendo oito no concelho da Praia.

Segundo Artur Correia, dos 13 óbitos, dez foram pessoas com mais de 60 anos, referindo que na Cidade da Praia, na semana que terminou este domingo, cada pessoa tinha a capacidade de infectar, no máximo, uma pessoa, assim como em Santa Cruz, mas no Sal, este valor está acima de uma.

“A Cidade da Praia retomou nas últimas duas semanas, a tendência estacionária habitual que já tínhamos visto nas semanas anteriores, ou seja, em quase oito semanas, tivemos casos na Cidade da Praia a oscilar entre 56 e 83, com excepção dos picos das duas semanas de 107 e 106 casos”, frisou.

Por outro lado, Artur Correia informou que em relação aos infectados, recuperados e óbitos, o valor se destaca mais do que nacional, ou seja, há quase o dobro de recuperados (67%), comparado com os doentes internados.

Nas últimas 24 horas, o país registou 26 casos suspeitos, sendo que os dez confirmados, cinco são da Praia, três de Ribeira Grande de Santiago e dois do Tarrafal, apontando que a nível nacional 1.248 pessoas estão em quarentena.

O director nacional de Saúde reiterou que o País “avançou muito”, já que Cabo Verde já ultrapassou os 30 mil testes rápidos e ultrapassou os nove mil testes do PCR, explicando que nas últimas três semanas foi aumentada o número de testes de PCR de uma média mais de 900 para 1.400 por semana.

“Todo esse trabalho de vigilância epidemiológica  para detecção precoce dos casos, quer directamente, quer a partir de casos identificados e seguidos dos contactos, tem feito que houvesse uma dinâmica muito grande em relação à capacidade de diagnóstico do País”, disse.

O responsável lembrou que “está em vista um aumento dessa capacidade de resposta a nível do diagnóstico”, já que brevemente as ilhas do Fogo e do Sal irão ter um laboratório de virologia.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 501 mil mortos e infectou mais de 10.16 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

DR/JMV

Inforpress/Fim

Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Sociedade
Desporto
Politica
Economia
Internacional
  • Galeria de Fotos