Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/Boa Vista: População “apreensiva” à espera de materiais de protecção e desinfeção

Sal Rei, 11 Mai (Inforpress) – Os boa-vistenses estão apreensivos com a indisponibilidade de materiais de protecção e de desinfecção na única farmácia na Boa Vista, que vem enfrentando esta dificuldade, esporadicamente, desde o início da pandemia de covid-19 na ilha.

A Inforpress conversou com algumas pessoas, que se encontravam à porta da farmácia, situada na cidade de Sal Rei, à procura de materiais de protecção e de desinfecção, como máscaras e álcool gel, que estão indisponíveis nesse estabelecimento.

Zeferina Rodrigues disse à Inforpress que há alguns dias vem procurando estes materiais na farmácia, sendo que nem sequer em privados não encontra para comprar os equipamentos que tanto precisa.

É que na sua óptica, nesta fase crucial do combate à pandemia, em que já se nota ganhos na Boa Vista, torna-se importante disponibilizar os materiais de protecção e de desinfecção, para que a população continue a tomar as medidas de prevenção.

A mesma opinião tem Ritson Cerveira, para quem este é um problema que tem vindo a ser enfrentado desde o início da pandemia na ilha, observando que espera que seja colocada uma quantidade razoável desses materiais, a ser vendida de forma racional, para que todos tenham acesso a esses bens tanto “clamados”.

Gilberto Bonifácio frisou também a necessidade de agilizar a chegada dos equipamentos e materiais na Boa Vista, tendo em conta que chegou um voo sanitário no sábado, no País, com equipamentos de protecção individual e medicamentos.

Já Albertina Almeida relembrou que a partir do dia 25 de Maio existe a obrigatoriedade do uso de máscaras que terão que ser vendidas e confeccionadas sob directrizes da Emprofac. Daí ressalvar a relevância disponibilizar os equipamentos na farmácia, sendo que será mais difícil adquirir estes equipamentos no privado.

Entretanto, recorda-se que um voo sanitário, sob a responsabilidade da Emprofac, aterrou no sábado, no aeroporto internacional Nelson Mandela, na Cidade da Praia, com equipamentos de protecção individual e medicamentos, orçados em 1,2 milhões de euros.

O voo, proveniente da China, chegou com 1 milhão, 410 mil máscaras cirúrgicas, 16.000 testes rápidos, 2.500 viseiras de protecção, batas, sapatos de cobre e medicamentos de frio.

Cabo Verde regista um total de 260 casos confirmados de covid-19, sendo 197 no concelho da Praia (09 recuperados) 56 na ilha da Boa Vista (46 curados) três em São Vicente (todos recuperados) dois no Tarrafal de Santiago e dois no município de São Domingos.

Dos casos confirmados regista-se duas mortes, um turista inglês de 62 anos na ilha da Boa Vista e uma idosa de 92 anos na Cidade da Praia.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 282 mil mortos e infectou mais de 4,1 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de 1,3 milhões de doentes foram considerados curados.

VD/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos