Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Bairro Craveiro Lopes assinala hoje 66 anos da sua inauguração com acção de cariz social  

Cidade da Praia, 28 Mai (Inforpress)  – O Bairro Craveiro Lopes, inaugurado pelo 12º presidente de Portugal, Francisco Craveiro Lopes, completa hoje o 66º aniversário, “sem pompa e circunstância”, devido à covid-19, efeméride, entretanto, marcada pela distribuição de 105 mil escudos a 21 agregados familiares.

A Associação Desportiva do Bairro (ADESBA-CL) aproveita o momento para assinalar a efeméride com uma acção social que consiste na distribuição de um apoio financeiro de 105 mil escudos que, numa primeira fase, vai ser destinado a 21 agregados familiares, dos mais necessitados, no montante te cinco mil escudos cada, para fazer face à crise da pandemia da covid-19.

Segundo informações avançadas pela presidente do conselho directivo da ADESBA, trata-se de uma verba arrecadada junto de alguns bairrenses residentes nos Estados Unidos da América para fazer face as consequências negativas por que passam várias famílias, “especialmente as vulneráveis, infectadas e afectadas por esse vírus”.

A ADESBA-CL, segundo Lídia Fortes, aproveita a ocasião para solicitar às pessoas do Bairro e seus amigos no País e na diáspora a patrocinarem a associação ou iniciativas individuais “nesta missão de solidariedade em prol da comunidade”, ressalvando que “por uma questão de dignidade da pessoa humana, a entrega do apoio será feita com elevada descrição”.

“Bairro sempre foi um espaço de ‘djunta mon’ em que sempre fomos todos por um e um por todos. Bem-haja o nosso Bairro cujas obras de requalificação já se iniciaram”, ressalta esta líder.

Sublinhou que a situação de confinamento inviabiliza a realização de um conjunto de eventos desportivos, sociais e recreativos, tendo em vista a promoção do espírito de confraternização evidenciada, já que “não permite condições espirituais e materiais para nenhum tipo de comemoração devido a pandemia”.

Referenciado como um espaço de referência na formação de atletas de primeira grandeza nas diversas modalidades desportivas e nas diferentes formas de criação cultural, Bairro Craveiro Lopes é apontado como uma localidade que vem dando um “valioso contributo” à Cidade da Praia e a Cabo Verde e que continua com essa aspiração, não obstante “algumas dificuldades de percurso”.

Inaugurado a 28 de Maio de 1954, na sequência do desastre da assistência, em 1949, que vitimou mortalmente 232 pessoas, o Bairro Craveiro Lopes foi edificado de raiz, totalmente urbanizado com ruas calcetadas, casas alinhavadas e electrificadas, com duas praças, uma escola primária, uma capela munida de catavento, um posto sanitário, um fontanário, um jardim/floresta ambiental totalmente equipada e balneário municipal, de entre outras infra-estruturas.

Um “majestoso monumento” que outrora se afigurava como a sua imagem de marca e parte importante da história de Cabo Verde foi o seu maior património destruído pelas autoridades de então, depois da independência nacional, durante o período partido único, assim como a sua tradicional floresta ambiental, o que provocou algumas tensões entre os moradores e a classe política dessa época.

A localidade beneficiou nos últimos tempos da transformação de uma placa desportiva num polidesportivo coberto, fruto de uma parceria público/privada e viu o seu antigo cinema mudado, recentemente, para um centro paroquial, mas os moradores clamam, há muito, pela demora da tão anunciada remodelação da localidade, face à degradação do calcetado, praças, e jardins. de entre outras infra-estruturas emblemáticas.

Depois de sucessivos adiamentos, a Câmara Municipal da Praia parece finalmente deitar mãos às obras, pelo que promete nos próximos seis meses a conclusão de trabalhos de requalificação,  num projecto que resulta de uma parceria com o Governo no âmbito do projecto PRAA, que “terão grande impacto na vida dos moradores”.

Estas obras de requalificação, orçadas em cerca de 31 mil contos, de acordo com autoridades camarárias, incluem a requalificação de passeios, asfaltagem, criação de pedonais à volta da praça numa das vias que ligará ao bairro Eugénio Lima e requalificação da praça.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos