Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Apoio da OMS vai permitir instalação de outros laboratórios de virologia em Santiago e no Sal

Cidade da Praia, 05 Jun (Inforpress) – O apoio da OMS de 62 mil contos vai permitir o aumento da capacidade laboratorial em Cabo Verde, com a instalação de outros laboratórios de virologia em Santiago e no Sal para o diagnóstico da covid-19.

A informação foi avançada pelo ministro da Saúde e Segurança Social, Arlindo do Rosário, esta manhã, precisamente no acto de assinatura do acordo de financiamento dos 62 mil contos, com a organização Mundial de Saúde (OMS), para dar resposta à pandemia da covid-19.

Arlindo do Rosário lembrou que em Fevereiro deste ano o país ainda não tinha capacidade a nível nacional de realizar testes diagnósticos de covid-19, frisando que essa capacidade foi conseguida já no mês de Março para a cidade da Praia, na ilha de Santiago, e agora alargada para São Vicente.

“Esse apoio da OMS é um apoio fundamental porque, por um lado, visa exactamente alargar a nossa capacidade de resposta a nível laboratorial. Estamos a trabalhar fortemente para mesmo aqui em Santiago criar outros espaços para aumentar essa capacidade. Estamos a ver com a Uni-CV, com o Instituto Nacional de Saúde Pública (INPS) um outro espaço para aumentar essa capacidade, e vamos também ver com as principais portas de entrada no país nomeadamente a ilha do Sal”, disse.

O governante salientou que sendo Cabo Verde um país arquipelágico há que investir no sentido de procurar responder da melhor forma possível, aumentando a capacidade de resposta laboratorial, continuando a gerir situações em termos de casos, de espaços de isolamento e em termos de pessoal.

“Aqui entra o apoio da OMS não só em termos laboratoriais e de equipamentos, mas também de pessoal”, disse, anunciando para breve a chegada de um especialista na área de laboratório para apoiar na gestão dos casos mais graves.

O representante da OMS em Cabo Verde, Hernando Agudelo, destacou o “bom trabalho” que está a ser feito em Cabo Verde a nível de resposta à situação da pandemia de covid-19, que, realçou, está a afectar o mundo inteiro.

“Pelo facto de estar a afectar o mundo inteiro está também a dificultar a resposta que está a ser dada por cada um dos países. No entanto aqui há muito trabalho que tem sido feito. Há uma situação onde o número de pessoas afectadas está menor do que o previsto no início da pandemia. E creio que isto é o reflexo do trabalho que tem sido feito pelo Ministério da Saúde e pelo Governo”, disse.

Hernando Agudelo explicou que para além do apoio técnico e do acompanhamento das actividades, a OMS está agora a dar esse financiamento para o reforço das acções.

Além da montagem e melhoria de laboratórios, esse apoio financeiro vai servir para a aquisição de viaturas, ambulâncias e equipamentos e reforçar os recursos humanos.

Cabo Verde registou desde Março até 04 de Junho, um acumulado de 502, distribuídos pelas ilhas de Santiago (437), Boa Vista (56), São Vicente (04) e Sal (04).

Do total de casos registados, contabilizam-se cinco óbitos, dois doentes foram transferidos, 240 recuperados e o país tem neste momento 255 doentes internados nos isolamentos institucionais, conforme a última actualização.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 387 mil mortos e infectou mais de 6,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,8 milhões de doentes foram considerados curados.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos