Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Apenas quatro pessoas internadas em Cabo Verde – director nacional da Saúde

Cidade da Praia, 25 Out (Inforpress) – O director nacional da Saúde anunciou hoje que em Cabo Verde estão internadas apenas quatro pessoas com covid-19, todas no Hospital Regional Santa Rita Vieira, na cidade de Assomada, Santa Catarina, e que estes doentes não estão vacinados.

“Lamentavelmente, são pessoas idosas que não estão vacinadas, provavelmente, porque os familiares terão feito alguma influência para que não fossem vacinadas”, deplorou o médico infeccionologista.

Para Jorge Noel Barreto quando as pessoas se comportam desta forma, ou seja, em vez de protegerem os seus familiares estão a prejudica-los, porque, sublinhou, “são pessoas idosas” e, por conseguinte, estão mais expostas e poderão ser alvo de covid.

O director nacional de Saúde fez essas considerações durante a conferencia de imprensa semanal, em que anunciou que hoje Cabo Verde registou oito novas infecções pela covid-19, resultantes de 368 amostras processadas e sem nenhum óbito.

Os oito casos novos positivos foram diagnosticados nos municípios de São Miguel (três), Santa Cruz (um), Ribeira Grande (dois) e Maio (dois).

Registaram-se 17 recuperados, sendo Praia (um), São Domingos (um), Santa Catarina (um), São Salvador do Mundo (um), Porto Novo (seis), São Vicente (um), Sal (um), Ribeira Brava (dois) e Tarrafal de São Nicolau (três).

O município de Santa Catarina, no interior de Santiago, é a região do País com menor taxa de vacinação, porque “as pessoas não estão a aderir”, embora, de acordo com Jorge Noel Barreto, há vacinas disponíveis assim como postos prontos para receberem os interessados.

Segundo este responsável, Cabo Verde já aplicou quase 500 mil doses de vacinas contra covid-19 e “não se verificaram ocorrências de manifestações adversas graves”.

“Há evidências mais do que suficientes para que não tenhamos medo das vacinas, mas sim termos medo da covid-19”, apontou, ajuntando que as vacinas têm um “papel importante na protecção das pessoas”.

Assim, apelou aos cabo-verdianos a vacinarem-se, com vista a se protegerem contra a covid-19.

Neste momento, conforme disse, os concelhos onde mais de 70 por cento da população adulta, pelo menos, já está com a primeira dose, o impacto da covid-19 é “menor do que nos concelhos onde a taxa não está nesse nível”.

A maior parte dos óbitos ocorridos nos últimos tempos, considerou Jorge Noel Barreto, aconteceu nos concelhos com uma taxa de vacinação mais baixa.

A empresa biotecnológica norte-americana Moderna anunciou hoje resultados positivos para a sua vacina contra a covid-19 nas crianças dos 6 aos 11 anos, dados que prevê apresentar brevemente aos reguladores do medicamento com vista a uma autorização.

Os ensaios clínicos envolvendo mais de 4.700 crianças entre os 6 e os 11 anos “demonstram uma resposta imunitária forte” um mês depois da segunda dose, tendo sido detectados níveis robustos de anticorpos, indicou a Moderna em comunicado citado pela Lusa.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e que se espalhou rapidamente pelo mundo.

A pandemia da covid-19 provocou pelo menos 4.945.746 mortes em todo o mundo, entre mais de 243,56 milhões infecções, segundo o mais recente balanço da agência noticiosa AFP.

Em Cabo Verde, já morreram 349 pessoas e foram contabilizados 38. 148 casos de infecção, de acordo com dados actualizados da Direcção Nacional da Saúde.

LC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos