Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: ACLCVBG alerta para “retrocesso” nos direitos conquistados pelas mulheres

Assomada, 24 Mai (Inforpress) – A presidente da Associação Cabo-verdiana de Luta Contra a Violência Baseada no Género (ACLCVBG), Vicenta Fernandes, alertou hoje que os direitos conquistados pelas mulheres em tempos da crise do coronavírus regrediram.

Vicenta Fernandes falava durante a sua intervenção na abertura a IIIª Semana de Reflexão sobre a Violência Baseada no Género (VBG), que decorrerá de hoje a sexta-feira, 28, sob o lema “Lideranças locais no combate à VBG no contexto da pandemia covid-19”.

O evento, que tem como palco o Auditório da Universidade de Santiago (US), em Assomada, Santa Catarina, é promovido pela ACLCVBG, em parceria com a Presidência da República de Cabo Verde e co-financiada pela Câmara Municipal de Santa Catarina.

“(…) Este novo tempo de pandemia de covid-19, que é um tempo de crise social, económico e de saúde, levou ao aprofundamento de desigualdades. E em tempo de crises é sabido que os direitos conquistados pelas mulheres regrediram”, lançou a activista social.

Nesse sentido, a responsável defendeu que o País e o mundo no pós-covid-19 têm que ser “muito mais inclusivo e muito mais igualitário”, não apenas em direitos, mas também a nível das ferramentas dadas às mulheres para a melhor emancipação.

É com este propósito, lembrou, que se realiza esta IIIª Semana de Reflexão sobre a VBG para se envolver todos os parceiros nesta luta, que considerou de todos, para que juntos possam combater toda a forma de VBG.

Ainda sobre o evento, informou que a mesma vai continuar a ser um espaço de discussão, partilha e reflexão sobre a problemática da VBG, suas consequências e medidas de políticas para um País mais igual e respeitador dos direitos humanos, por isso será realizada ao longo da semana um leque de actividades.

Lembrou ainda que o propósito primordial de instituir a semana de VBG em Cabo Verde foi o de criar espaços de debates e reflexões internas, regionais e internacionais sobre a igualdade de género e o combate à VBG, conhecer o percurso percorrido e contribuir para emergir novas respostas e estratégias na consolidação dos ganhos alcançados neste sector.

Na ocasião, a ACLCVBG homenageou e entregou um diploma e troféu a seis mulheres líderes do município de Santa Catarina, no interior de Santiago.

No evento, que reuniu mulheres e homens de várias instituições e corpo diplomático, intervieram ainda a presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, Jassira Monteiro, a embaixadora da União Europeia, Sofia de Sousa, e a Coordenadora Residente do Sistema das Nações Unidas, Ana Graça, que defenderam “tolerância zero” contra a VBG e entre outras práticas de violência.

O encontro ficou marcado ainda pela abertura do painel inaugural “Lideranças Locais no Combate à VBG em Contexto de Pandemia” pelo sociológico Nardi de Sousa, e pela apresentação do estudo “Impacto da medida de confinamento em contexto de pandemia da Covid-19 nas relações de género e VBG em CV” coordenado pela docente universitária Carmelita Silva.

FM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos