Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19/1º de Maio: UNTC-CS quer reforço de apoios e que os trabalhadores “fiquem em casa”

Cidade da Praia, 01 Mai (Inforpress) – A União Nacional dos Trabalhadores de Cabo Verde, Central Sindical (UNTC-CS) pediu hoje ao Governo para reforçar os apoios para acudir as famílias mais vulneráreis e sublinhou que neste momento a prioridade é cumprir com o isolamento social.

Na sua mensagem alusiva ao Dia Internacional do Trabalhador, a secretária-geral da UNTC-CS, Joaquina Almeida, disse que apesar das dificuldades e vulnerabilidades por que passam os trabalhadores cabo-verdianos, o foco neste momento é cumprir com as directrizes das autoridades de saúde e salvar vidas.

Joaquina Almeida considerou que com prorrogação do estado de emergência as famílias cabo-verdianas vão ter mais dificuldades, daí a necessidade do Governo reforçar as medidas implementadas no âmbito da covid-19 para apoiar as famílias mais vulneráveis, sobretudo do mundo rural.

Segundo a sindicalista, os trabalhadores cabo-verdianos estão ainda muito longe de alcançar as metas preconizadas.

Apesar dessas constatações, e perante o terceiro estado de emergência, a UNTC-CS e os seus sindicatos associam-se às autoridades políticas e administrativas no combate e propagação da pandemia da covid-19 em Cabo Verde, e apela a todos os trabalhadores a cumprirem escrupulosamente com as medidas adoptadas pelo executivo.

Assegurou, que a ideia passa também por garantir a manutenção dos postos de trabalho e o direito salarial dos trabalhadores.

“Assim, apelamos também a todos os trabalhadores a transformarem as comemorações do 1º de Maio numa jornada de reflexão face a actual situação sanitária, económica e social a nível mundial e em particular de Cabo Verde”, mencionou.

Para Joaquina Almeida, este é o momento oportuno para transformar as fraquezas, forças e oportunidades na defesa do bem da vida e na recuperação económica e social do país pós-pandemia.

Perante essa crise provocada pela covid-19, disse que as irregularidades vão aumentar e que caberá aos trabalhadores denunciar actos de violação dos seus direitos laborais, assegurando que a UNTC-CS vai continuar a lutar pelos seus direitos.

Para concluir deixou ainda uma mensagem de fé, esperança, e de confiança para um futuro melhor.

O Presidente da República prorrogou hoje o estado de emergência por mais 12 dias nas ilhas de Santiago e da Boa Vista, a vigorar das 00:00 de 03 de Maio até às 24:00 de 14 de Maio.

AV/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos