Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Covid-19: Governo irá aprovar um decreto-lei sobre o uso de máscaras no país

Cidade da Praia, 23 Abr (Inforpress)- O Governo vai aprovar nos próximos dias um decreto-lei que irá regulamentar em que circunstâncias o uso de máscaras será obrigatório, revelou hoje o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

“É um decreto-lei que tenho em mãos desde quarta-feira para a promulgação, e sendo promulgado, o Governo, através de uma portaria, irá regulamentar esse decreto-lei sobre em que situações será obrigatório o uso de mascaras”, avançou o chefe de Estado, no final da reunião com o primeiro-ministro e o ministro da Saúde e da Segurança Social , onde avaliaram a situação do estado de emergência.

Segundo avançou Jorge Carlos Fonseca, o diploma prevê também incentivos fiscais para as empresas nacionais que pretendem apostar no fabrico local de máscaras e que tipo deve ser importado.

Para o Presidente da República, com o surgimento de novos casos e o aumento de números na Praia, poderá será obrigatório o uso de máscaras,  por exemplo nos serviços de atendimento público, por parte das pessoas que recorrem a esses serviços, as autoridades e os jornalistas.

Cabo Verde regista actualmente 82 casos de covid-19, sendo 52 na ilha da Boa Vista, 28 no município da Praia (dois dos quais vindos da Boa Vista), um no concelho do Tarrafal e um na ilha de São Vicente.

Dos casos confirmados, registou-se um óbito, um cidadão inglês de 62 anos, que se encontrava de férias na ilha da Boa Vista, e um doente recuperado.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 184 mil mortos e infectou mais de 2,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando sectores inteiros da economia mundial

AV/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos