Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Corpo de Escuteiros Católicos de Cabo Verde realça importância da formação dos directores dentro da organização

Cidade da Praia, 28 Fev (Inforpress) – O Corpo de Escuteiros Católicos (CEC) de Cabo Verde destacou hoje a importância da formação dos directores que fazem parte da organização, apontando as competências e ferramentas da actuação com assertividade na educação.

Zezinha Alfama, líder do CEC, fez esta intervenção à margem do segundo curso de Directores de Formação, que aconteceu entre os dias 26 e 28, no Seminário de São José, na Cidade da Praia.

Conforme a responsável, a formação tem decorrido muito bem, a participação tem sido muito proveitosa porque, considerou, em termos técnicos foi desenvolvido um documento que vai servir de base aos dirigentes a nível nacional no próximo campo escolar.

Em termos pedagógicos, Zezinha Alfama avançou que a organização está a aprofundar o projecto educativo e referiu que o CEC já tinha trabalhado os objectivos mais específicos para cada idade.

“Temos também tido um olhar mais abrangente sobre outras matérias, com destaque para a gestão emocional, do tempo, dos projectos escutistas”, indicou.

Por outro lado, salientou que o corpo de Escuteiros teve a oportunidade de trabalhar a questão da situação da criança e do adolescente em Cabo Verde, frisando que uma das questões que está a ser reforçado é o do escutismo ser um movimento seguro, onde os pais tenham plena confiança.

“Por termos assinado um protocolo muito importante com o ICCA, estamos a trabalhar um aspecto muito importante que é o corpo do escutismo católico movimento amigo da criança e do adolescente, toda sensibilização voltada também às famílias”, sublinhou.

A acção visa reforçar a formação integral de 20 dirigentes escutistas de Santiago e Fogo, dotando-os de competências e ferramentas que lhes permitam actuar com assertividade na educação de crianças, adolescentes e jovens que lhe são confiados pelas respectivas famílias.

Os participantes terão um papel importante na implementação do primeiro Projecto Educativo e na preparação e realização do terceiro Campo-Escola, acção de capacitação prevista para o próximo mês de Agosto, na qual estima-se ter a participação de 300 dirigentes.

HR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos