Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cooperação Luxemburguesa disponibiliza 3,5 milhões de euros para reabilitação de 100 escolas do Ensino Básico

 

Cidade da Praia, 06 Fev (Inforpress)-A Cooperação Luxemburguesa disponibilizou ao Governo 3,5 milhões de euros (cerca de 400 mil contos), para implementação do Programa de Apoio ao Sector da Água e Saneamento e para a reabilitação de 100 escolas do Ensino Básico nos próximos três anos.

A garantia foi dada pela encarregada de Negócios do Grão-Ducado de Luxemburgo em Cabo Verde, Angèle da Cruz, depois de presidir à abertura do encontro que reúne os 22 delegados do Ministério de Educação para analisar e discutir sobre a melhoria das condições de higiene e do saneamento das escolas nacionais.

Segundo explicou, o objectivo é que o Programa de Apoio ao Sector da Água e Saneamento contribua para que as escolas tenham melhores condições higiénicas, acesso a água e saneamento e contribuir para o aprendizado e melhoria da qualidade de vida dos alunos e docentes.

“O projecto, que teve inicio em 2017, com experiência piloto nas escolas de Pensamento e Eugénio Lima, beneficiou cerca de 1200 alunos e professores, e recomendou importantes lições , bem como elementos de inovação que poderão ser replicados e implementados nas restantes 98 escolas que o programa pretende reabilitar a nível nacional até 2020”, sublinhou.

Angèle da Cruz adiantou que, para além dessas acções, o programa contempla ainda um conjunto de actividades de informação, educação e comunicação, numa parceria com as comunidades escolares, mas admitiu que o sucesso deste programa depende da correcta utilização e conservação das infra-estruturas.

Por seu turno, a ministra da Educação, Maritza Rosabal, que agradeceu o apoio que a cooperação luxemburguesa tem dado ao sector da educação em Cabo Verde e não só, sublinhou que o programa irá contribuir para o reforço do conhecimento das crianças, dos docentes e todo pessoal que lida directa ou indirectamente as estruturas escolas.

“Neste momento, foram seleccionadas 35 escolas da ilha do Maio e de Santiago. O projecto, que vai ser realizado por fases e estendido a todo o país , prevê a intervenção em 100 escolas do Ensino Básico, cerca de 1/3 das estruturas escolares de Cabo Verde”, revelou , assegurando que o Governo está a fazer também intervenções a nível de reabilitação e reestruturação em outras escolas , através de verbas do Tesouro do Estado.

Segundo explicou a governante, o ministério irá identificar quais são as escolas com maior dificuldade, sublinhando que existem estruturas que exigem apenas reabilitação e outras que requer construção de raiz.

“Uma outra questão que estamos a trabalhar e que integra o projecto de construção e reabilitação é a melhoraria das cantinas escolares, sendo que o nosso objectivo é fazer com que as escolas sejam um espaço de práticas positivas e de multiuso”, indicou a ministra, frisando que todo o investimento vai contribuir para melhorar a qualidade da educação.

AV/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos