Contas Nacionais entre as áreas prioritárias do protocolo de colaboração rubricado hoje entre INE e DNRE

 

Cidade da Praia, 06 Abr (Inforpress) – As Contas Nacionais, as Estatísticas Empresariais e as Estatísticas do Comércio Externo são as três áreas prioritárias constantes no protocolo que será rubricado hoje entre o INE e a Direcção Nacional de Receitas do Estado (DNRE).

Em declarações à Inforpress, o presidente do Instituto Nacional de Estatística (INE), Osvaldo Borges, afirmou que o referido protocolo de colaboração visa, essencialmente, a cedência ou troca de informações ou dados pertinentes para a execução das actividades de ambas as instituições.

Segundo o presidente do INE, várias áreas de trabalho foram definidas neste protocolo com o qual se pretende reforçar a cooperação que já existe entre as duas instituições, para que seja possível haver uma maior articulação das informações que ambas produzem, como por exemplo o de Sistema de Informação Geográfica (SIG). Mas as já referenciadas é que são prioritárias e comuns às duas instituições.

“Essas três áreas vão no sentido dos desafios que temos para este ano, que é de aproveitarmos os dados administrativos para fins estatísticos, evitando custos enormes que são gastos nos inquéritos, porque se há instituições que têm essas informações, não convém irmos ao terreno, às empresas ou às instituições pedir esses dados se já existem”, explicou.

De acordo com Osvaldo Borges, às vezes o INE duplica trabalho sobre dados que a DNRE já tem, através da recolha feita junto das empresas, por isso, havendo uma plataforma de base comum de trabalho, todas as instituições que precisarem de informações poderão ir “beber da mesma fonte”.

“Neste sentido, teremos sempre os mesmos resultados e a mesma forma de entendimento e de trabalho para todos. Por isso, queremos reforçar a cooperação, permitindo que essas informações circulem entre as instituições com maior sintonia e maior grau de fiabilidade”, sublinhou.

Depois da assinatura do protocolo numa cerimónia a ter lugar na Cidade da Praia às 09:30, vai ser elaborado um plano de acção para entrar logo em vigor, com a finalidade da implementação do protocolo, visto que este ano o INE vai efectuar o Inquérito Anual às Empresas, permitindo assim tomar os dados necessários directamente, e de forma formal, nas Finanças, indicou.

DR/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos