CNDE vai reforçar convergência de interesses entre Governo e sector privado – PM

 

Cidade da Praia, 17 Abr (Inforpress) – A quarta reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Empresarial (CNDE), prevista para segunda-feira, 24, na Cidade Praia, vai reforçar a convergência de interesses entre o Governo e sector privado, disse hoje o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

Nesta reunião, o Governo vai assinar um conjunto de protocolos e contratos-programa para delegar competências às câmaras de comércio e à Câmara do Turismo, visando a melhoria do ambiente de negócios em Cabo Verde, informou o primeiro-ministro, durante a visita enquadrada na I Semana do Sector Privado em Cabo Verde, que acontece de 17 a 24 de Abril.

“A nossa preocupação é fazer com que o ambiente de negócios seja muito mais favorável do que aquilo que existe hoje. Estamos fortemente empenhados em remover os constrangimentos já identificados, a nível do financiamento, dos transportes, da unificação do mercado e da fiscalidade”, sublinhou Ulisses Correia e Silva.

A nível fiscal, para além das medidas já adoptadas no Orçamento do Estado de 2017, o Governo vai criar “melhores condições de funcionalidade de uma fiscalidade mais amiga” do investimento e da promoção do crescimento, prometeu o primeiro-ministro.

“Queremos ser um Governo parceiro das empresas e estamos a desenvolver várias acções com as câmaras de comércio do Sotavento e do Barlavento e a Câmara do Turismo”, frisou Ulisses Correia e Silva no final da visita a uma das empresas na Cidade da Praia.

O primeiro-ministro sublinhou a importância da visita e mostrou-se satisfeito por ter constatado que as empresas têm projectos de expansão na área da indústria, de serviços e das tecnologias de informação e comunicação.

Por sua vez, o presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS), Jorge Spencer Lima, disse que visita do chefe do Governo às empresas, na Cidade da Praia, serve para mostrar a realidade.

“A visita serve para vermos as vitórias, as derrotas, os constrangimentos, as dificuldades e sentir o pulso da economia real”, afirmou Jorge Spencer Lima, realçando a importância da visita as empresas.

O primeiro-ministro já ouviu de viva voz da parte dos empresários como é que está o ambiente de negócios em Cabo Verde, salientou Jorge Spencer Lima.

JL/AA

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos