CONSAN-CPLP recomenda implementação mais efectiva de políticas públicas de segurança alimentar e nutricional nos Estados membros

 

Cidade da Praia, 09 Jun (Inforpress) – O Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSAN) da CPLP, reunido em Brasília (Brasil), recomendou aos governos a promoverem de forma efectiva, a coordenação intersectorial e a participação social na implementação de políticas públicas de segurança alimentar e nutricional.

Segundo a declaração de Brasília que considera o contributo da implementação da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional (ESAN-CPLP) relevante para a implementação da Agenda 2030, é importante que os governos da comunidade afirmam a sua pertinência da construção de políticas locais de segurança alimentar e nutricional nos Estados membros.

Os membros da CONSAN-CPLP que reafirmaram a vontade política e o seu compromisso para a implementação da ESAN, cujo princípio assenta no Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA), saudaram a iniciativa para a criação de um “Grupo de Trabalho de Nutrição e Sistemas Alimentares” e a elaboração de um documento base explicitando o entendimento comum dos Estados membros sobre a relação entre sistemas alimentares e nutrição.

No encontro de Brasília, o CONSAN apelou aos Estados-membros que ainda não constituíram os respetivos Conselhos, que envidem esforços com vista à sua constituição, e congratularam com a decisão de Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste pela criação dos seus Conselhos Nacionais.

A plataforma ministerial e multi-actores para a coordenação das acções desenvolvidas na área de segurança alimentar e nutricional e assessoria aos chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), reuniram extraordinariamente, em Brasília, no dia 8 de junho.

PC/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos