Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Conferência de Praia foi um “êxito e marca o percurso da FAAPA” – presidente do Conselho Executivo

Cidade da Praia, 26 Set (Inforpress) – O presidente do Conselho Executivo da Federação Atlântica das Agências de Notícias Africanas, Khalil Hachimi Idrissi, afirmou hoje que a sétima reunião desta organização, que decorreu na Praia, foi um “êxito e marca o percurso da FAAPA”.

“Estamos muito satisfeitos pelos resultados conseguidos nesta conferência de Praia”, regozijou-se, acrescentando que, além de os conselheiros terem passado em revista questões organizacionais, debruçaram-se sobre o planeamento em matéria de formação para o próximo ano.

Falando à Inforpress, Khalil Hachimi Idrissi, que é também director-geral da Agência Marroquina de Notícias (MAP), disse que toda a delegação “está satisfeita” pela forma como os trabalhos foram organizados, o que, segundo ele, contribuiu para o sucesso.

Segundo Khalil Hachimi Idrissi foi também decidido para o próximo ano prémios para melhores peça jornalística, vídeo e fotografia.

“Estamos muito contentes com a qualidade dos trabalhos concorrentes e com as obras que foram premidas”, sublinhou, ajuntando que a conferencia de Praia foi um “êxito e marca o percurso da FAAPA”.

À margem da 7ª reunião do Conselho Executivo da FAAPA, a Inforpress e a Agência de Notícias de Marrocos assinaram um protocolo de cooperação, que, de acordo com o director-geral da MAP, abre oportunidades para a formação de jornalistas, assim como para trocas recíprocas de notícias.

Instado sobre a partir de quando os jornalistas da Inforpress podem beneficiar da formação no quadro do acordo assinado entre as duas agências, respondeu nesses termos: “Não importa a que momento. Pode ser a partir de amanhã porque o acordo assinado esta manhã já está em vigor”.

Para a gestora executiva da Inforpress, Jacqueline de Carvalho, o acordo “traz excelentes oportunidades” para a Agência Cabo-verdiana de Notícias.

Para o ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros, que presidiu à cerimónia de abertura da conferência, a construção de um país desenvolvido, inclusivo e democrático exige uma comunicação social pública plural, independente e responsável, sublinhando que o futuro das agências noticiosas africanas depende da consolidação da democracia.

Para Fernando Elísio Freire, “não há futuro das agências noticiosas se a democracia não vencer em África”, reforçando, por outro lado, o “forte engajamento” do Governo de Cabo Verde em promover a liberdade de imprensa e reforçar a autonomia e independência da Inforpress.

Lembrou, por outro lado, que o executivo está a investir na reestruturação da Inforpress com o objectivo de se ter uma agência de notícias ao serviço de Cabo Verde e de todos os cabo-verdianos e de a mesma ser uma referência das boas práticas de liberdade de imprensa em África.

A FAAPA Foi criada a 14 de Outubro de 2014, em Casablanca, por iniciativa da Agência Marroquina de Notícias.

LC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos