Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Conferência da CEDEAO “não trouxe novidade” principalmente a nível do programa “Visão 2020” – FOSCAO 

Cidade da Praia, 08 Set (Inforpress) – O vice-presidente do Fórum da Sociedade Civil da África Ocidental (FOSCAO), Dionísio Pereira, considerou hoje que a 57ª Conferência dos Chefes dos Estados da CEDEAO “não trouxe novidade”, principalmente a nível do programa “Visão 2020”.

A “Visão 2020” da CEDEAO tem por objectivo criar uma direcção e meta transparentes para, de forma significativa, elevarem o padrão de vida dos povos através de programas conscientes e inclusivos que garantem um futuro melhor para a África Ocidental.

Em declarações à Inforpress, Dionísio Pereira lembrou que desde a sua criação, em Junho de 2007, que este programa estratégico não conseguir atingiu os objectivos da sua criação, tendo, por isso, apelado os dirigentes africanos a auscultar as suas populações para a resolução do problema do continente.

Dionísio Pereira considerou que também não há qualquer novidade em relação às    tensões políticas em curso na Costa do Marfim, Guiné-Bissau e Mali, sendo que neste último apontou que se deve reconsiderar as sanções económicas “excessivas, desproporcionadas e perigosas” contra o povo maliano.

De entre as conclusões da 57ª Cimeira dos Chefes do Estado, que terminou esta segunda-feira, 07, no Níger, destaca-se a reafirmação do engajamento a favor da promoção da paz e estabilidade na região.

Em relação à situação no Mali, prometeu assegurar um “rápido retorno à ordem institucional” no país, com uma transição política dirigida por um presidente e primeiro-ministro civil para um período de um ano.

Quanto à pandemia da covid-19, que tem afectado todo continente, a conferência enaltece a “boa gestão” pelos estados-membros, que se traduziu nas melhorias registadas no controle da pandemia na região.

Neste sentido, exortou os estados-membros, a propor uma estratégia urgente para a disponibilidade de uma vacina anti-covid-19

A CEDEAO é composta pelo Benim, Burkina Faso, Cabo Verde, Costa do Marfim, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo.

OM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos