Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Coimbra vai presidir à Associação das Universidades de Língua Portuguesa

Coimbra, 17 Set (Inforpress) – A Universidade de Coimbra (UC) foi hoje eleita para a presidência da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP), na assembleia-geral realizada em Macau, anunciou a instituição.

A assembleia-geral da AULP, que decorreu hoje em Macau, elegeu “por unanimidade a Universidade de Coimbra para a presidência do conselho de administração para o próximo triénio”, que termina em 2024, informou a UC, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

O cargo vai ser exercido pelo vice-reitor da UC para as relações externas e ‘alumni’, João Calvão da Silva, por delegação do reitor, Amílcar Falcão, acrescentou.

Segundo a Universidade de Coimbra, a AULP, fundada em 1986, é composta por 131 membros dos oito países de língua oficial portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor -, assim como da Região Administrativa Especial de Macau.

A instituição “tem como missão promover a colaboração multilateral entre as universidades e institutos superiores dos países de expressão portuguesa”, aclarou, salientando que a AULP “tem estimulado programas de intercâmbio de alunos e docentes e estreitando as relações com a Comunidade de Países de Língua Portuguesa, da qual é observador consultivo”.

Citado na nota de imprensa, João Calvão da Silva considerou que a eleição representa um “reconhecimento inequívoco da Universidade de Coimbra como universidade por excelência de língua portuguesa”.

A eleição “constitui também um poderoso incentivo para a prossecução de um desígnio estratégico do reitorado de Amílcar Falcão: a afirmação crescente da língua portuguesa, elo de ligação de uma comunidade de países e povos que deve assumir uma centralidade política maior na nova ordem global”, salientou.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos