Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Governo cria Infra-estruturas de Cabo Verde para aumentar pragmatismo das obras públicas

Cidade da Praia, 04 Jan (Inforpress) – O Conselho de Ministros (CM) aprovou na quinta-feira, 03, o projecto que cria a Infra-estruturas de Cabo Verde (ICV-SA) com um capital social de 135 mil contos, com o objectivo de aumentar o pragmatismo das obras públicas.

Em conferência de imprensa hoje, na Cidade da Praia, o porta-voz da reunião ministerial, Fernando Elísio Freire, explicou que com a criação da ICV- SA pretende-se aumentar a parceria público e privado, bem como a eficácia e eficiência das obras públicas.

“Cabo Vede tem feito muitas obras públicas nos últimos anos, mas também sabemos que existem problemas sérios a nível da eficácia, na gestão dos recursos e, sobretudo, na eficiência de muitas infra-estruturas”, justificou o ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e Presidência do Conselho de Ministros e ministro do Desporto.

Por isso, adiantou que os vários estudos efectuados no país, principalmente pelo Banco Mundial, apontam que cerca de um terço do valor global das empreitadas é “praticamente desperdiçado” devido a ineficiências e má gestão, por vezes, e obras a mais.

Este estudo, revelou o ministro, teve um período temporal de 2001-2012 levou a profunda a reflexão do Governo, que levou a criação de uma única entidade para evitar a proliferação de competências, das unidades de gestão e melhorar a governança das obras públicas.

A redução dos desperdícios, aumentar a fiscalização, unificar as competências, gestão de todas as obras públicas, promoção das políticas da infra-estruturação do país em articulação com os sectores marítimos e aéreos são também competências dessa nova entidade.

“A ICV-SA será o responsável pela promoção e execução dos concursos públicos e trabalhará sempre em articulação com todos os sectores”, acrescentou o ministro, informando que haverá uma priorização das obras públicas, tendo em conta a sustentabilidade financeira do país.

Fernando Elísio Freire esclareceu que, no quadro da criação dessa nova entidade, haverá a reestruturação da Direcção-Geral das Infra-estruturas, salvaguardando que a parte da definição de políticas públicas continuará sob a alçada do Governo.

A reunião ministerial desta quinta-feira aprovou igualmente o decreto-regulamentar que aprova novos estatutos do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

A aprovação desse decreto, segundo o porta-voz da reunião, é no sentido de harmonizar com o regime jurídico do instituto público e retirar o IEFP da execução de formação para ser uma entidade reguladora, promotora e certificadora.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos