Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cimeira ordinária da UA elege nova liderança executiva e discute a crise provocada pela Covid-19

Cidade da Praia, 06 Fev (Inforpress) – A 34ª cimeira ordinária da União Africana (UA) arrancou hoje com participação dos chefes de Estado e do Governo por videoconferência, tendo na agenda a eleição da nova liderança e discussão da crise provocada pela pandemia de covid-19.

Cabo Verde está representado na reunião pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, acompanhado do ministro para a Integração Regional, Rui Figueiredo Soares.

As posições de Cabo Verde estão subscritas nas propostas da Comunidade Económica dos Estados de África Ocidental (CEDEAO), organização sub-regional de que o País faz parte, e que foram consensualizadas na cimeira extraordinária realizada no passado dia 02 de Fevereiro.

Segundo Jorge Carlos Fonseca, durante a reunião decidiu-se no sentido de se apresentar uma única candidatura da sub-região, com a escolha a recair sobre o Presidente do Senegal, Macky Sall, para o cargo de presidente em exercício da União Africana para o período 2022-23.

“Nós apoiamos essa posição e a CEDEAO vai propor a candidatura do presidente Macky Sall para próximo presidente em exercício da União Africana”, disse, frisando que era uma questão que à partida dividia um pouco a organização sub-regional e que ficou resolvida com cedência de parte a parte em nome do bem comum.

“A CEDEAO representa 15 Estados e com o consenso à volta de uma única candidatura isso fortalece a sua posição em relação ao confronto com outras sub-regiões”, realçou.

Segundo Jorge Carlos Fonseca, houve consensos igualmente em relação às candidaturas para os dois comissários que a CEDEAO tem direito no seio da União Africana, e a organização vai apresentar as candidaturas da Nigéria para a área dos Assuntos Políticos, Paz e Segurança, e do Burquina Faso para Saúde, Assuntos Humanitários e Desenvolvimento Social.

De acordo com o programa disponibilizado pelo gabinete de comunicação e imagem do Presidente da República de Cabo Verde, a eleição da nova liderança executiva da UA, entre os quais presidente, vice-presidente e os oitos comissários, acontece neste primeiro dia da cimeira.

Durante a reunião que tem a duração de dois dias, será também nomeado o director executivo da Agência Africana para o Desenvolvimento (AUDA), antiga NEPAD, para qual a cabo-verdiana Helena Semedo, actual directora-adjunta da FAO é um dos nomes propostos.

A abertura está marcada para às 08:00 de Cabo Verde, com o discurso do Presidente da República da África do Sul e Presidente em exercício da União Africana, Cyril Matamela Ramaphosa, seguido da declaração do Presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat.

A cimeira servirá também para analisar o relatório de progresso sobre a Reforma Institucional da UA, a ser apresentado por Paul Kagame, Presidente da República do Ruanda e líder da reforma institucional, e o relatório de progresso sobre a resposta da UA à Pandemia da covid-19 em África, a ser apresentado por Cyril Matamela Ramaphosa, Presidente da República da África do Sul.

A União Africana foi criada a 11 de Julho de 2000 para substituir a Organização da Unidade Africana (OUA), fundada a 25 de Maio de 1963, e reúne actualmente 55 Estados-membros.

MJB/DR

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos