Cimeira ordinária da UA elege nova liderança executiva e discute a crise provocada pela Covid-19

Cidade da Praia, 06 Fev (Inforpress) – A 34ª cimeira ordinária da União Africana (UA) arrancou hoje com participação dos chefes de Estado e do Governo por videoconferência, tendo na agenda a eleição da nova liderança e discussão da crise provocada pela pandemia de covid-19.

Cabo Verde está representado na reunião pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, acompanhado do ministro para a Integração Regional, Rui Figueiredo Soares.

As posições de Cabo Verde estão subscritas nas propostas da Comunidade Económica dos Estados de África Ocidental (CEDEAO), organização sub-regional de que o País faz parte, e que foram consensualizadas na cimeira extraordinária realizada no passado dia 02 de Fevereiro.

Segundo Jorge Carlos Fonseca, durante a reunião decidiu-se no sentido de se apresentar uma única candidatura da sub-região, com a escolha a recair sobre o Presidente do Senegal, Macky Sall, para o cargo de presidente em exercício da União Africana para o período 2022-23.

“Nós apoiamos essa posição e a CEDEAO vai propor a candidatura do presidente Macky Sall para próximo presidente em exercício da União Africana”, disse, frisando que era uma questão que à partida dividia um pouco a organização sub-regional e que ficou resolvida com cedência de parte a parte em nome do bem comum.

“A CEDEAO representa 15 Estados e com o consenso à volta de uma única candidatura isso fortalece a sua posição em relação ao confronto com outras sub-regiões”, realçou.

Segundo Jorge Carlos Fonseca, houve consensos igualmente em relação às candidaturas para os dois comissários que a CEDEAO tem direito no seio da União Africana, e a organização vai apresentar as candidaturas da Nigéria para a área dos Assuntos Políticos, Paz e Segurança, e do Burquina Faso para Saúde, Assuntos Humanitários e Desenvolvimento Social.

De acordo com o programa disponibilizado pelo gabinete de comunicação e imagem do Presidente da República de Cabo Verde, a eleição da nova liderança executiva da UA, entre os quais presidente, vice-presidente e os oitos comissários, acontece neste primeiro dia da cimeira.

Durante a reunião que tem a duração de dois dias, será também nomeado o director executivo da Agência Africana para o Desenvolvimento (AUDA), antiga NEPAD, para qual a cabo-verdiana Helena Semedo, actual directora-adjunta da FAO é um dos nomes propostos.

A abertura está marcada para às 08:00 de Cabo Verde, com o discurso do Presidente da República da África do Sul e Presidente em exercício da União Africana, Cyril Matamela Ramaphosa, seguido da declaração do Presidente da Comissão da União Africana, Moussa Faki Mahamat.

A cimeira servirá também para analisar o relatório de progresso sobre a Reforma Institucional da UA, a ser apresentado por Paul Kagame, Presidente da República do Ruanda e líder da reforma institucional, e o relatório de progresso sobre a resposta da UA à Pandemia da covid-19 em África, a ser apresentado por Cyril Matamela Ramaphosa, Presidente da República da África do Sul.

A União Africana foi criada a 11 de Julho de 2000 para substituir a Organização da Unidade Africana (OUA), fundada a 25 de Maio de 1963, e reúne actualmente 55 Estados-membros.

MJB/DR

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos