Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cimeira CPLP: Membros do CONSAN confiantes que declaração de Santa Maria irá impactar positivamente as acções futuras

Santa Maria- ilha do Sal, 16 Jul (Inforpress) – Os membros do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSAN), reunidos durante o dia de hoje, na ilha do Sal, acreditam que a Declaração de Santa Maria, irá impactar positivamente o desenvolvimento das acções futuras.

Depois de concluídos os trabalhos da II Reunião Ordinária do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSAN), à margem da Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que arranca esta terça-feira na ilha do Sal sob o lema “Cultura, Pessoas e Oceanos”, os representantes dos diferentes países assinaram o documento final onde foram aprovados os planos de actividade com acções concretas, devendo ser validado durante a cimeira, que marca o arranque da presidência cabo-verdiana da organização.

“Para nós é uma grande satisfação de facto, concluirmos o dia de hoje com estes resultados. As deliberações vão significar um passo em frente na construção de uma estratégia muito segura, exemplo no mundo, em matéria de segurança alimentar e nutricional”, considerou o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva regozijando-se do “sucesso” do encontro.

“Vamos trabalhar todos para que o CONSAN passe a ser um órgão estatutário da CPLP – não vai ser fácil -, mas hoje demos o primeiro passo para a consolidação do CONSAN dentro do sistema CPLP”, sublinhou.

O director-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) José Graziano da Silva, destacando o consenso e convergência como “característica notável” da reunião, parabenizou a todos realçando que “estamos juntos de verdade”.

“Não vi nenhum dissenso, não vi nenhum momento de tensão e de oposição de princípios. De modo que estamos juntos de verdade. Vamos em frente”, concluiu.

Por sua vez, manifestando também satisfação com as deliberações a que foi possível chegar durante esta jornada de trabalho, o director de Cooperação do Secretariado Executivo da CPLP, Manuel Lapão, disse, entretanto, que o grande desafio proposto, é tornar o CONSAN da CPLP numa estrutura que se junta aos demais órgãos da comunidade com vista a fazer crescer esta agenda.

É a segunda vez que Cabo Verde acolhe a reunião de Chefes de Estado da CPLP, tendo a primeira sido realizada em Julho de 1998.

Participam nesta XII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, chefes de Estado de oito dos nove países membros da organização: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe.

Timor-Leste cancelou a participação no evento, depois de ter confirmado.

Para além dos membros que enformam a Comunidade, a CPLP tem como observadores associados países como a Geórgia, a Hungria, o Japão, a República Checa, a República Eslovaca, a República das Maurícias, a República da Namíbia, a República do Senegal, a República da Turquia e o Uruguai.

A cultura é uma das temáticas do país, que vai apresentar uma proposta de criação de um mercado comum cultural e de realização de iniciativas culturais, como bienais ou prémios de artes.

SC/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos