Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cidade Velha: Empreendedores, artesãos e agentes culturais capacitam-se em património e empreendedorismo cultural

Cidade da Praia, 10 Jul (Inforpress) – Os empreendedores, associações comunitárias, artesãos e agentes culturais da Cidade Velha, no município da Ribeira Grande de Santiago, participam de hoje até quinta-feira, numa acção de formação sobre “Património e Empreendedorismo Cultural”.

Esta formação, segundo a técnica do Instituto do Património Cultural (IPC), Yolanda Gomes, insere-se no âmbito do programa “Formar para conhecer” da Educação Patrimonial, e é promovido pelo IPC, em parceria com o projecto SOSTURMAC (Programa MAC INTERREG da União Europeia) e a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago.

O mesmo tem como objectivo, informou, capacitar esses actores no sentido de fazerem um “melhor aproveitamento” dos recursos patrimoniais existentes na Cidade Velha e transformá-los em negócios.

Conforme disse, neste momento os moradores e os pequenos empreendedores locais não têm sabido tirar proveito desses recursos e nem têm conseguido dar respostas às necessidades dos turistas e dos visitantes.

“Temos turistas que vão à cidade e andam à procura de souvenir e muitas vezes não encontram (…) e às vezes os moradores têm alguma ideia de negócio, mas não sabem como começar, então pretendemos com essa formação fornecer os instrumentos necessários em termos de informação, busca de financiamento, e desenvolvimento de um projecto de acordo com a procura que tem sido feito pelos turistas e pelos visitantes”, afirmou.

A formação é ministrada pela consultora de Pro-empresa, Nilda Mendes, no Centro Cultural da Cidade Velha e destinada a 20 formandos, entre os quais, pequenos empreendedores, moradores com ideias de negócios, artesãos e agentes culturais da Cidade Velha.

O programa “Formar para conhecer”, segundo a coordenadora, contempla diversas actividades pedagógicas e culturais, interligando sempre a educação e cultura como forma de multiplicar agentes difusores do conhecimento da cultura local e nacional.

Para além da Cidade Velha, esta formação também será ministrada em São Filipe, na ilha do Fogo, no final do mês.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos