Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cidade do Tarrafal de Santiago vai ser próxima capital da juventude (c/áudio)

Mindelo, 10 Jan (Inforpress) – A cidade do Tarrafal de Santiago vai ser o palco da próxima Cidade Capital da Juventude, que permitirá ao Governo trabalhar as desigualdades e a pobreza e igualar as oportunidades para os jovens cabo-verdianos.

Uma garantia dada pelo secretário de Estado Adjunto do Ministro de Estado, Carlos Monteiro, que fez o anúncio à imprensa hoje, em São Vicente, aquando do encerramento do Mindelo como cidade-piloto Capital da Juventude e que acolheu a iniciativa em 2019.

A escolha, segundo a mesma fonte, recai agora sobre Tarrafal de Santiago, por “motivos vários”, ente os quais, o de ser uma região que vai permitir trabalhar as desigualdades e a pobreza, que são “acentuadas”.

“E querer dinamizar e igualar as oportunidades para esses jovens e levar todo Cabo Verde a Santiago Norte e a partir daí podermos continuar a trabalhar essa conexão dos jovens às oportunidades do mundo”, explicou Carlos Monteiro.

O secretário de Estado procedeu na tarde de hoje ao encerramento da iniciativa no Mindelo, através de uma conversa aberta , sob o lema “Juventude na Promoção da Cidadania, da Cultura da Paz e Tolerância”.

Um tema escolhido, segundo a mesma fonte, por se estar num mundo de “várias crises, de protestos de variadíssima ordem e então importa saber que sociedade os jovens querem no futuro e como vêm o seu papel na construção desta sociedade”, sublinhou.

O governante fez, por outro lado, um “balanço positivo” dos sete meses, desde Abril, em que a cidade do Mindelo foi detentora do título, isto apesar das “dificuldades encontradas, tanto pelo Governo como pela câmara municipal por ser o ano zero da iniciativa”.

“E precisávamos de um município com uma câmara forte e um centro urbano forte para lançar a iniciativa”, reiterou Carlos Monteiro, que elogiou a equipa camarária por conseguir engajar a juventude em vários eventos ao longo do ano e que culminaram com o Fórum Nacional da Juventude, que trouxe entidades e personalidades nacionais e internacionais a São Vicente colocou os jovens no “mapa internacional”.

O presidente da Câmara Municipal considerou, por seu lado, ter sido uma “experiência muito interessante”, em que “a edilidade participou activamente no sentido de melhorar as condições da juventude”, sublinhou.

O Governo, em parceria com o poder local, adoptou, para recordar, em 2019 a iniciativa “Cidade Capital da Juventude em Cabo Verde”, que visa promover o intercâmbio e a mobilidade juvenil, o debate entre os jovens, a sua participação cívica e política e o conhecimento cultural mútuo entre jovens de diferentes municípios e realidades em Cabo Verde.

Esta designação, segundo os promotores, tem como objectivo projectar, a nível nacional e internacional, cidades que “se distingam pela criação de espaços seguros para a juventude cabo-verdiana, indo de encontro às melhores práticas internacionais adoptadas sob a liderança do Sistema das Nações Unidas”.

LN/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos