China lança a sua “mãe de todas as bombas” – agência

Pequim, 04 Jan (Inforpress) – A China testou a sua maior bomba não-nuclear, segundo um media estatal, que a qualificou de “versão chinesa da ‘mãe de todas as bombas’”, numa referência a um engenho norte-americano lançado no Afeganistão.

O fabricante de armamento Norinco divulgou no seu ‘site’ um vídeo que mostra durante alguns segundos o lançamento de uma bomba, que cai num prado e produz uma gigantesca bola de fogo e uma nuvem de fumo negro.

Nas redes sociais, a agência noticiosa Nova China descreveu na quarta-feira o engenho explosivo, apresentado pela primeira vez, como “a versão chinesa da ‘mãe de todas as bombas’”.

Um bombardeiro chinês H-6K lançou a bomba, cujo “poder só é inferior ao das armas nucleares”, segundo a mesma fonte.

Nem a Norinco nem a Nova China deram informações sobre a data, o local da explosão ou o seu raio de ação.

Os Estados Unidos largaram em Abril de 2017 no Afeganistão a mais poderosa arma convencional do seu arsenal, a bomba GBU-43 (Massive Ordnance Air Blast – MOAB), que apelidaram de “mãe de todas as bombas”.

O objectivo era destruir uma rede de subterrâneos do grupo extremista Estado Islâmico no leste do país. O presidente norte-americano, Donald Trump, declarou-se então “orgulhoso” do seu exército.

A bomba chinesa terá mais cerca de cinco a seis metros de comprimento, mas é mais pequena e mais leve do que o engenho norte-americano, segundo Wei Dongxu, um analista militar citado hoje pelo jornal semioficial Global Times.

Lusa/Inforpress

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos