Chefe do Estado-Maior pede mais meios para as Forças Armadas em 2019

Cidade da Praia, 08 Nov (Inforpress) – O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, Anildo Morais, disse hoje esperar que o Orçamento do Estado (OE) 2019 contemple a sua instituição com mais meios que lhe permita ultrapassar as dificuldades que enfrenta.

Anildo Morais falava aos jornalistas, na Cidade da Praia, após ser recebido em audiência pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, para informá-lo sobre o quotidiano da instituição castrense e das actividades programadas para os próximos tempos.

“A nível do orçamento, gostaríamos de ser contemplados com mais meios para a construção de duas casernas: uma no comando da 3ª Região Militar [Praia] e mais uma no Centro de Instrução Militar [São Vicente], para poder acolher as senhoras que deverão prestar o serviço militar obrigatório”, sugeriu.

O major-general disse esperar que a verba destinada para as Forças Armadas no OE 2019 seja aumentada para que a instituição possa ultrapassar as dificuldades que enfrenta, sobretudo a nível da 3ª Região Militar, onde, segundo ele, a situação “é gritante”.

Anildo Morais adiantou que durante o encontro com o chefe de Estado teve também a oportunidade de falar sobre a próxima reunião do Conselho Superior da Defesa que deverá acontecer ainda este ano e onde vai estar sobre a mesa a questão do serviço militar obrigatório versus profissionalização das Forças Armadas.

Das acções programadas pela instituição castrense, informou que para este domingo está prevista a realização da cerimónia de juramento de Bandeira em São Vicente, e que pretendem também promover os jogos militares a nível nacional.

AV/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos