Chefe de Estado exorta autoridades a melhorem acessibilidades para as localidades distantes

Cidade Velha, 10 Abr (Inforpress) – O Chefe de Estado exortou hoje as autoridades a redobrarem esforços no sentido de melhorarem as acessibilidades para as localidades distantes da Ribeira Grande, como Pico Leão, para facilitar o desenvolvimento “pouco a pouco” a todos os pontos do país.

Na sua visita a esta localidade do município da Ribeira Grande de Santiago, Jorge Carlos Fonseca reconhece que, apesar da sua baixa densidade populacional, este concelho afigura-se como um território grande, com 164 quilómetros quadrados, uma superfície superior à do concelho da Praia, mas que o acesso deve ser melhorado, enquanto se espera pela construção de uma estrada apropriada.

Depois de auscultar todas as preocupações levantadas pelos moradores, Fonseca disse que vai analisar os problemas levantados junto do Governo, na tentativa de todos juntos” tentarem resolver, pouco-a-pouco, as preocupações, de modo que a vida das pessoas possam melhorar, enquanto povo de um país independente e democrático.

Para o Chefe de Estado a independência e democracia têm de estar associadas a melhoria e progressão das condições de vida do povo, nas suas diversas áreas, designadamente cultura, educação, saúde, comunicação e trabalho.

Nesta linha de pensamento, reconheceu que o desenvolvimento de Cabo Verde “é notório”, mas que regiões como a ilha Brava, Picos, interior de Santa Catrina, São Lourenço dos Órgãos, ou Mosteiros, bem como a totalidade da Ribeira Grande de Santiago , clamam por melhorias de progressão.

“O Governo deve dar uma maior atenção às regiões menos desenvolvidas como Pico Leão. Há problemas de jovens com falta de emprego, carência de habitação, melhoria de estradas, electrificação, necessidade de acesso à água, à educação, à cultura e ao desporto, casas de banho, esgotos e água”, enumerou o Chefe de Estado.

Explicou, entretanto, que num país como Cabo Verde, “pouco-a-pouco”, as dificuldades serão vencidas, ainda que se mostre disponível para ser o porta-voz da população, quanto às suas exigências, consideradas justas, de forma ser crítico e independente de qualquer governação central ou local.

Jorge Carlos Fonseca enalteceu o facto de ter sido recebido pelas crianças do agrupamento escolar de Pico Leão com a actuação do Hino Nacional, tendo manifestado a sua satisfação em como crianças de tenra idade, estarem a tornarem-se cidadãos de Cabo Verde, o que para o Presidente da República é “um bom sinal”.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos