Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

César Monteiro publica livro sobre “A música cabo-verdiana e Manel d’Novas”

Cidade da Praia, 05 Dez (Inforpress)  – O sociólogo e investigador musical César Monteiro já deu entrada na imprensa do primeiro volume da sua mais recente obra literária sobre “A música cabo-verdiana e Manel d’Novas,”, com apresentação marcada para este mês.

Consagrado ao estudo aprofundado da música cabo-verdiana e a um dos maiores compositores nacionais de sempre, Manel d’Novas, o volumoso livro de 792 páginas, de acordo com o musicólogo, está estruturado em quatro partes e 17 capítulos.

Resultado de uma “intensa e rigorosa” investigação teórica e empírica, realizada, sobretudo a partir de 2017, o livro “assenta numa vasta e diversificada bibliografia sobre a música cabo-verdiana, em particular, e as ciências musicais, em geral, bem como na aplicação da técnica de entrevista a 245 indivíduos” (214 homens, 87,3% e 31 mulheres, 12,7%), entre 12 de Maio de 2003 e 25 de Novembro de 2021.

Referenciada pelo autor como o primeiro volume do livro de cunho essencialmente sociológico, etnomusicológico e antropológico, a obra “debruça-se, de forma aprofundada”, tanto quanto possível, nas suas duas primeiras partes, sobre os principais géneros musicais cabo-verdianos e, ainda, sobre algumas expressões musicais modernas urbanas.

É nesta particularidade que surgem “Kotxi pó” e o “Tranka Fulha”, “numa perspectiva crítica, holística e integradora do complexo sistema musical nacional”.

A terceira e quarta parte do livro reservam-se ao estudo aturado e minucioso do perfil e da obra de Manel d’Novas, nas suas múltiplas dimensões literária, lírica, poética, linguística, política e musicológica.

“No fim do primeiro volume deste volumoso livro, aparecem 22 partituras musicais transcritas pelos prestigiados músicos (de pauta) Eutrópio Lima da Cruz, Humberto Ramos e Casimiro Tavares”, revelou o autor na sua rede social.

Além das partituras, explicitou, “aparecem, no livro, as letras das composições do exímio compositor consideradas mais emblemáticas e polémicas comentadas por músicos, poetas e escritores, artistas plásticos, entre tantas personalidades do mundo da cultura”.

Com capa e a contracapa da autoria do “conceituado” artista plástico Kiki Lima, o livro traz notas da contracapa assinadas pelo professor catedrático do ISCTE-IUL em Portugal, António Firmino da Costa, enquanto sociólogo e investigador, e pelo músico e maestro cabo-verdiano Eutrópio Lima da Cruz.

Segundo Monteiro, esta obra começa a ser apresentada a 17 do corrente nos Paços do concelho do Porto Novo (Santo Antão), seguindo-se a 20 do mesmo mês, no Centro Cultural do Mindelo, em São Vicente, a 22 será apresentado ao público  na Sala da Biblioteca Nacional, na Cidade da Praia.

A obra estará à venda nas livrarias a partir do dia 21 de Dezembro.

SR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos