Cerca de 5.000 manifestantes em Kiev contra pressões de Moscovo

Kiev, 08 Dez (Inforpress) – Cerca de 5.000 manifestantes apelaram hoje em Kiev ao Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, para não ceder à pressão de Moscovo, na véspera do encontro com Vladimir Putin.

Os manifestantes juntaram-se no centro da capital da Ucrânia num comício que apelidaram de “linhas vermelhas para Zelensky”.
Esta manifestação foi a resposta a um apelo do partido do ex-Presidente Petro Porochenko, mas também participaram activistas do partido de extrema-direita Svoboda.

O Quarteto da Normandia – França, Alemanha, Rússia e Ucrânia – reúne-se na segunda-feira para procurar recuperar um acordo de 2014 para sanar o conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

“Tenho medo dos resultados da cimeira. Eu não espero nada de bom do nosso presidente, porque ele é uma pessoa fraca […]. Temo que ele vá vender os interesses do Estado “, disse Anna Gnylytska, manifestante de 47 anos, em declarações à agência France Presse.

O foco da cimeira de líderes será o conteúdo do acordo de Minsk – que propôs um cessar-fogo imediato, a retirada de armas pesadas, a restauração do controlo territorial na fronteira com a Rússia por parte de Kiev e maior autonomia para a zona sob controlo separatista.

A reunião contará com a participação dos Presidentes de França, Emmanuel Macron, Rússia, Vladimir Putin, e Ucrânia, Volodymyr Zelensky, e da chanceler alemã, Angela Merkel.

As relações entre Moscovo e Kiev estão tensas desde 2014, após a anexação da Crimeia pela Rússia e as denúncias ocidentais do apoio russo aos separatistas no leste da Ucrânia.

Inforpress/Lusa/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
[wd_asp elements='search' ratio='100%' id=2]
    • Categorias

  • Galeria de Fotos