Cerca de 200 participantes esperados no Cabo Verde Investment Forum a ter lugar no Sal

Cidade da Praia, 31 Mai (Inforpress) – Cerca de 200 participantes nacionais e estrangeiros são esperados no Cabo Verde Investment Forum que terá lugar na ilha do Sal, nos 16 e 17 de Junho, tendo como lema “Cabo Verde aberto ao mundo”.

Segundo o presidente da Cabo Verde TradeInvest, José Almeida Dias, o evento, que regressa a Cabo Verde para uma segunda sessão, depois de ter sido realizado no Expo Dubai em Fevereiro, vai ter formato híbrido com participação presencial e ‘online’.

O fórum, enquadrado na política de promoção do país, é um instrumento privilegiado de promoção de investimentos dentro das estratégias de diversificação da economia e uma forte aposta no sector privado.

“O evento visa a partilha de estratégias do Governo, a promoção e oportunidades de investimentos, mobilização e recursos financeiros para implementação dos projectos e encorajar o estabelecimento de parcerias”, disse o presidente da Cabo Verde TradeInvest.

Além das assinaturas de acordos e convenções de projectos estruturantes para Cabo Verde, do programa constam sessões temáticas com palestrantes de várias origens, sessões plenárias e reuniões B&B.

Segundo José Almeida Dias, ao todo vão ser realizadas três sessões plenárias e quatro sessões temáticas.

O primeiro dia do encontro será marcado por uma sessão plenária presidida pelo vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, com o tema “Diversificação da economia de Cabo Verde e recuperação resiliente: desafios e oportunidade.

Conforme José Almeida Dias, nessa sessão haverá vários palestrantes de alto nível nomeadamente do BAD, da União Europeia, da Zona de Comércio Livre em África e da própria Cabo Verde TradeInvest.

“O Financiamento da recuperação” é outro tema da sessão plenária que será presidida pela secretária de Estado do Fomento Empresarial, Adalgiza Vaz, e que, igualmente, conta com palestrantes das instituições financeiras de alto nível como o BAD, a Sociedade Financeira Internacional, o Banco Europeu de Investimento, o BADEA, o Fundo OPEC e o Trade Hub.

Ainda no primeiro dia, já no período da tarde iniciarão com as sessões temáticas, sendo o primeiro o turismo, onde a questão da diversificação estará patente.

Já no segundo dia, 17, serão sessões temáticas sobre “As oportunidades na economia azul”, “O desenvolvimento sustentável e crescimento verde” e “Economia digital: Cabo Verde como hub digital”.

José Almeida Dias adianta que durante o evento vão ser apresentados vários projectos estruturantes para o país nos mais diversos domínios.

“São um conjunto de projectos que vão ser assinados num valor considerável. Portanto, é um momento, sobretudo, para dar oportunidade aos empresários nacionais terem contactos com instituições financeiras internacionais que vão estar presentes do fórum”, disse o presidente da Cabo Verde TradeInvest.

Carquejinha Beach e Golf Resorte, da ilha da Boa Vista, Ponta Sirena do Sal, Atlantic Marina de São Vicente, Nortuna, Aquasun, LNG Clean Islands e Fundação Smart City, são alguns dos projectos estruturantes que vão ser apresentados durante o fórum.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos