Cerca de 200 ONG recenseadas pela primeira vez no âmbito do V Censo Empresarial do INE

Cidade da Praia, 29 Mar (Inforpress) – Cerca de 200 organizações sem fins lucrativos que exercem actividade económica em Cabo Verde foram recenseadas pela primeira vez em Cabo Verde, no âmbito V Recenseamento Empresarial realizado pelo Instituo Nacional de Estatística (INE) em 2018.

Os dados foram apresentados hoje pelo director das estatísticas empresariais, Fernando Rocha, que, entretanto, não detalhou as informações, já que, conforme explicou, os dados referentes ao esse sector ainda não foram tratados por exigir um tratamento específico.

“Quisemos, por isso, separar os dados das empresas e os estabelecimentos e posteriormente vai ser realizado um encontro para apresentação dos dados referentes às ONG e a suas contribuições para economia cabo-verdiana”, disse na sessão de apresentação dos dados preliminares do V recenseamento empresarial feito em 2018 para o ano económico de 2017.

A integração das instituições sem fins lucrativos que exercem actividade económica responde às recomendações internacionais e foi uma das inovações do Censo Empresarial, que apontou para existência de um total de 110.60 empresas em Cabo Verde com um volume de negócios que ultrapassa os 287 milhões de contos.

Os dados mostram um crescimento do tecido empresarial cabo-verdiano na ordem dos de 9,5 por cento (%) face ao último recenseamento realizado em 2013 para ano o ano económico de 2012 e o volume de negócios na ordem dos 14,7%, ou seja, o montante passou dos 250,8 milhões de contos em 2013 para 287,6 milhões de contos em 2017.

Segundo Fernando Rocha,  das 11.060 empresas recenseadas apenas 9.983 estavam activas em 2017, com um acréscimo de 8,8% face ao ano de 2012.

Para presidente da Plataforma da Organização Não Governamentais (ONG), Jacinto Santos, a integração das instituições sem fins lucrativos que exercem actividade económica no recenseamento empresarial é “condição indispensável” à afirmação da Economia Social e Solidária (ESS) no sistema económico e social de Cabo Verde.

Por outro lado, representa também o reconhecimento do papel das Organizações da Sociedade Civil (OSC) na estruturação da vida económica do país.

MJB/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos