Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cenorf com problemas para desalfandegar materiais ofertados para produção de próteses

Cidade da Praia, 28 Abr (Inforpress) – O Centro Nacional de Ortopedia e Reabilitação (Cenorf), está há mais de duas semanas com problemas para desalfandegar materiais ofertados para a produção de próteses.

Em declarações à Inforpress, o administrador da Cenorf, Alberto Afonso, avançou que nessa situação estão dois lotes de materiais, sendo uma oferta da empresa onde o centro compra as matérias-primas para produção das próteses.

“Nós tivemos dificuldades em falar com o ministro das Finanças durante o tempo da campanha, mas esperamos que a situação melhore para que possamos tirar os materiais, já que o segundo lote da encomenda já se encontra no aeroporto da Praia”, disse, lamentando a situação por considerar tratar-se de doações que ajudam a CENORF a ajudar os mais carenciados na compra de uma prótese.

Alberto Afonso esclareceu ainda que o segundo lote da encomenda foi financiado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias para que o centro possa ajudar as pessoas sem meios a adquirirem, a cem por cento, uma prótese.

Para isso, a Cenorf, em parceria com a delegacia de Saúde da Praia e as câmaras municipais faziam um rastreio sobre as pessoas que não possuíam condições financeiras para poder assim saber a quem ajudar.

“Sobre estas condições vamos ter de pagar para desalfandegar a encomenda, mas se isso acontecer não sei como vamos pagar o salário do fim do mês”, asseverou, sublinhado tratar-se de situações que inquietam a Cenorf e sua equipa de trabalho.

Lembrou que o Governo sempre que solicitado tem-se comprometido em apoiar para que a situação da Cenorf seja estável, pelo que afirmou esperar este apoio, pois, segundo disse o “tempo urge”.

Ainda Alberto Afonso, o Centro Nacional de Ortopedia e Reabilitação sofreu uma baixa em 2020 à volta de 70%, provocada pela pandemia, que impossibilitou a deslocação das pessoas das outras ilhas à Cidade da Praia.

Uma outra baixa apontada pelo administrador da Cenorf foi a paragem obrigatória em 2020, devido às restrições geradas pela pandemia e pela remodelação no Centro que trouxe mais-valia para os funcionários e para as pessoas que procuram os serviços da instituição.

O Centro Nacional de Ortopedia e Reabilitação é uma estrutura vocacionada para o fabrico e a reparação de próteses, e prestação de serviços de ortopedia e reabilitação física, para além da sua vocação social que o permite atender gratuitamente ou a baixos custos, os deficientes mais vulneráveis.

PC/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos