Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

CCFPO almeja firmar parceria com Governo para continuar a contribuir no desenvolvimento do País (c/áudio)

João Teves, 13 Jun (Inforpress) – O CCFPO comemora hoje o seu sexto aniversário e traça como um dos “maiores desafios”, estabelecer parceria com o Governo para que possa continuar a dar o seu contributo na formação dos jovens e no desenvolvimento do País.

“Conseguindo estreitar esta parceria com o Governo e trabalhar projectos do mesmo interesse do País, certamente que o impacto será melhor para ambos os lados”, disse à Inforpress o director do Centro de Capacitação e Formação Profissional dos Órgãos (CCFPO), Aguinaldo Borges.

Se tal acontecer, assegurou que o CCFPO vai ter as condições reunidas para cumprir a sua missão de formar jovens, de continuar a contribuir no desenvolvimento de São Lourenço dos Órgãos e de Cabo Verde, e que ainda vai permitir a instituição que dirige pagar os salários dentro do prazo aos formadores e colaboradores, entre outros compromissos.

Afora esta parceria com o Governo, apontou ainda como “maiores desafios” a construção de mais dois pisos para albergar mais salas de aula para que possam ter a capacidade para receber 380 alunos, salas de reunião, de conferência e de coordenação.

Apontou ainda como desafio levar a formação profissional entre 70/80 por cento (%) para o sector produtivo, ou seja, fazer com que os formandos passem mais tempo nas empresas que vão fazer estágios do que em salas de aula.

No entanto, Aguinaldo Borges destacou os ganhos conseguidos ao longo dos últimos seis anos, como a aquisição do edifício e equipamentos para a formação profissional e a formação de 1000 jovens, metas que, lembrou, estavam programadas para serem atingidas num período de 10 anos, mas, que, no entanto, foram alcançadas em apenas seis anos.

O director do CCFPO fez “balanço bastante positivo” dos últimos seis anos do funcionamento desta iniciativa privada, realçando que ao longo destes anos dos 1200 jovens dos municípios de Santiago Norte e da Ribeira Grande de Santiago que procuraram o centro para se formarem, 900 concluíram a formação profissional, 635 já estão inseridos no mercado de trabalho (antes da pandemia) e 100 criaram os seus próprios negócios.

“Para o CCFP o balanço é bastante positivo, tendo em conta que em 2015 iniciamos com seis funcionários, e hoje temos 12 colaboradores fixos e oito estagiários”, congratulou-se.

De momento, avançou que o referido espaço que alberga quatro salas e com capacidades para 180 formandos, conta com 120 jovens em formação de segunda-feira a sexta-feira nas áreas de design e multimédia, atendimento ao público – vertente recepção e alojamento, electricidade, costura, cozinha e reciclagem de guia turístico (nocturno).

Questionado se a pandemia de covid-19 afectou o CCFPO, Aguinaldo Borges disse que não obstante a mesma ter atingido alguns alunos e os colaboradores, a mesma permitiu à instituição fazer a “maior poupança financeira” tendo possibilitado a construção de duas salas, sendo uma para costura e outra para a eletricidade.

Com tais investimentos, segundo a mesma fonte, o CCFPO, que antes da pandemia de covid-19 tinha capacidade para albergar 80 jovens, actualmente pode receber 180 formandos.

O CCFP dos Órgãos tem ainda sob sua gestão, desde 2017, o Centro de Transformação Agro-alimentar de São Jorge, fruto de uma parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Para assinalar a data, a instituição promoveu uma aula magna sobre “a importância da formação profissional no desenvolvimento de uma localidade”, ministrada pelo presidente da Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgaõs, Carlos Vasconcelos, e uma palestra sobre “a importância da comunicação na vida profissional”, proferida pela jornalista Ângela Monteiro, Prémio Nacional de Jornalismo na categoria de Rádio 2019.

Ainda no âmbito da celebração do seu sexto aniversário, a instituição tem aprazado para este domingo, a participação na missa dos formandos, formadores e colaboradores em honra à Santo António, em João Teves, e um “almoço convívio” apenas com alguns convidados por causa da pandemia de covid-19 e da situação de calamidade.

FM/CP
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos