Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

CCAD apresenta projecto de “Prevenção do alcoolismo, droga, violência e VIH-Sida na camada infanto-juvenil” aos estudantes

Cidade da Praia, 05 Mar (Inforpress) – A escola secundária Infância Feliz promoveu hoje uma conversa aberta, sob o tema Projecto de Prevenção do alcoolismo, droga, violência e VIH-Sida na camada infanto-juvenil”, a fim de reforçar as acções de prevenção do uso do álcool e outras drogas.

Em declarações a imprensa, a psicóloga na Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), Osvaldina Araújo, afirmou que o intuito da conversa é sensibilizar e consciencializar as crianças, adultos e a comunidade em geral sobre esta problemática.

“A CCAD está aqui na escola Infância Feliz para trabalhar os adolescentes, dando-lhes informações sobre a droga, álcool e outras drogas”, realçou a psicóloga.

Assegurou que os alunos presentes na conversa já possuem algumas informações, complementando as afirmações sobre o uso das drogas, do álcool e outras drogas.

Explicou que levou para a escola temas como o conceito de droga, a classificação, legalidade e acção no sistema central, os riscos para os usuários, a abstinência, dependência, entre outros.

Osvaldina Araújo esclareceu que a CCAD realizou um estudo que revelou que o uso do álcool está a ser iniciado bastante cedo por crianças e jovens.

Por outro lado, a directora da escola Secundária Infância Feliz, Carla Andrade, disse que se pretende com este projecto trabalhar na prevenção da camada jovem.

Fez entender que, independente dos problemas que os alunos enfrentam, “nem a droga, nem o álcool” são soluções para resolver os problemas, “pelo contrário, um acúmulo de mais problemas”.

Esclareceu a directora, dizendo, que tendo em conta o perfil dos alunos, todos estão vulneráveis ao álcool e às drogas.

“ É sempre bom alertar os alunos a estarem informados, reforçando suas defesas para enfrentar as dificuldades e os problemas que surgem diariamente”, frisou Carla Andrade.

Por outro lado, o estudante de 10º ano na escola Infância Feliz, jovem de 17 anos, Isac Brito, disse que a ocasião foi aproveitada para sair esclarecido quanto ao conceito da droga, os tipos existentes, a sensação que os usuários sentem, de entre outros.

CG/SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos