Casal de empreendedores de São Nicolau cria empresa multifuncional para “driblar” o desemprego

Cidade da Praia, 26 Nov (Inforpress) – Um casal jovem da ilha de São Nicolau, residente na Cidade da Praia, criou uma empresa multifuncional “Pronto Entrega” para “driblar”  o desemprego, apontando a pandemia da covid-19 como principal factor de rentabilidade do seu negócio.

Em declarações à Inforpress, um dos proprietários da empresa, Levi Correia, explicou que a ideia de criar o projecto surgiu aquando da sua visita a Cidade da Praia, em Fevereiro de 2019, em que inicialmente planeava passar alguns dias mas o “gosto pelo movimento da capital” o fez mudar de ideia e decidiu fixar residência na Praia, apesar de não ter, na altura, nenhuma perpectiva de emprego.

Passado algum tempo, prosseguiu, um amigo o contactou solicitando sua ajuda na compra de materiais para agricultura, salientando que foi naquele momento que ele e a sua namorada, Mirizaida Santos, viram o “favor do amigo” como uma oportunidade de criarem o seu próprio negócio.

“A partir daí, comecei a fazer publicidade na minha página de Facebook e mais pessoas foram surgindo, pedindo nos serviços na realização de compras,  informações de como tratar de documentos”, ressaltou, sublinhado que dali decidiram criar uma empresa que prestasse serviços do género.

Segundo elucidou, a “Pronto Entrega” é uma empresa que presta serviços diferenciados, nomeadamente compra, embarque e desalfandegamento de cargas, entrega a domicílio, pagamentos de facturas telefónicas, energia eléctrica, água, entrega e recolha de documentos nas embaixadas e no Centro Comum de Vistos (CCV).

A mesma, reforçou Levi Correia, tem como missão prestar um serviço de qualidade, em que as empresas e pessoas podem confiar de que os seus produtos chegarão ao destino em segurança e conforto.

E dada a procura pelos seus diversos serviços prestados, prosseguiu, resolveram procurar a Pro-Empresa para se inteirarem sobre as suas politicas de apoio, tendo a mesma indicado o programa Start Up Jovem, permitindo-lhes,assim, ter acesso ao apoio técnico para estruturação do projecto e apoio de crédito bancário.

Levi Correia afiançou neste sentido que, graças ao referido programa, foi possível legalizar a empresa que passou a funcionar oficialmente no passado mês de Março.

Com a pandemia da covid-19, ao contrário das outras empresas que entraram em crise, a “Pronto Entrega” registou um crescimento, disse Levi Correia, que sublinhou que a empresa deu um “salto ainda maior” após várias empresas de comércio e de restauração de diferentes ilhas começarem a solicitar os seus serviços.

“Claramente teve muita procura, lojas restaurantes passaram a buscar muito os nossos serviços, principalmente entrega a domicílio e pagamentos de serviços”, indicou enfatizando que as empresas viram o “Pronto Entrega” como uma ponte para chegar nos seus clientes.

Para o futuro, revelou, pretendem consolidar o negócio e abranger um maior número de clientes, não descartando, no entanto, a possibilidade de futuramente recrutar mais funcionários.

Levi Correia mostrou-se satisfeito com o ritmo que a “Pronto Entrega” está a registar no mercado nacional e aconselhou os jovens a também acreditarem e a perseguirem os seus sonhos.

TC/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos