Carnaval/Praia: Batucassamba homenageia Antero Simas com “Doce Guerra: Um Hino a Cabo Verde”

Cidade da Praia, 18 Fev (Inforpress) – O grupo Batucassamba, que vem animando os praienses no sábado antes do desfile de terça-feira de Carnaval, este ano presta uma homenagem a Antero Simas, retratando na Avenida a sua composição “Doce Guerra: Um Hino a Cabo Verde”.

No seu sétimo ano consecutivo a brincar o Carnaval, mas sem participar do desfile oficial, o Batucassamba, segundo a responsável do grupo, Sara Borges, vai retratar essa música que faz a união das ilhas de Cabo Verde.

“Achamos por bem fazê-lo esta homenagem, por tudo que ele tem feito por Cabo Verde em termos de música”, disse, explicando que o compositor, neste momento, está em tratamento nos Estados Unidos de América e que precisa de toda a força e alegria do povo cabo-verdiano.

Transmitindo esta força, o grupo, através da beleza, do som, do cheiro e sabor, pretende mostrar a diversidade, a paixão por Cabo Verde e a luta constante por esta “doce guerra”.

“O compositor levou-nos a imaginar o kola Sanjon em Picos, o batuco em Ribeira de Julião, o contraste do negro do vulcão na areia branca de Praia de Santa Maria, o verdejante do vale de Paul nas dunas de Boa Vista e ainda canta e ouve a morna de Nho Eugénio na terra de “Sodadi”, sem esquecer as deslumbrantes praias desertas de areia dourada de Djarmai”, disse, avançando que assim como Antero Simas levou os produtos culturais de Barlavento para Sotavento e vice-versa, vão fazer a mesma coisa na Avenida.

Como forma de retratar tudo isso, em nove alas, o grupo leva para a Avenida Cidade de Lisboa, o Kola Sanjon na comissão de frente, representado pelo grupo de dança de Tarrafal Bibinha Cabral, os passarinhos azuis representados pelas crianças, o batuco pelas baianas.

Ainda temas como o vulcão, as praias e os mares, os vales e montanhas, as dunas, o sol e o paraíso das tartarugas, as mornas e as poesias, e a encomenda de terra estarão representados.

Faltando apenas 13 dias para o desfile do grupo, que acontece no sábado 02 de Março, Sara Borges avançou que, neste momento, os costureiros já estão a confeccionar os trajes, os artesãos estão a trabalhar nos acessórios, enquanto o artesão Domingos Luísa prepara o carro alegórico.

Apesar dos trabalhos de confecção de vestuários e do ensaio estarem avançados, a mesma fonte informou que o grupo ainda está aberto a receber inscrições porque pretende levar para a Avenida 350 a 400 figurantes.

“O bonito do Carnaval é ter muitas pessoas nas diversas alas. Estabelecemos 50 elementos por cada ala, mas ainda não fechamos nenhuma das nove alas, mas prevemos chegar a 350 a 400 pessoas. Acreditamos que ainda, esta semana, quem está em casa está em tempo de fazer a sua inscrição”, perspectivou.

Batucassamba, que ao longo do ano promove actividades de angariação de fundos para o seu projecto carnavalesco, recebeu por parte da Câmara Municipal da Praia uma quantia de 200 contos referente à primeira tranche.

Apesar de não ter a informação do montante geral que vão receber por parte da autarquia, Sara Borges diz esperar que o valor seja igualado aos grupos oficiais, porque a base da logística da preparação do Carnaval de todos os grupos é igual.

Ainda em termos de financiamento, afirmou que aguardam o patrocínio de algumas instituições e que já estão a contar com o patrocínio do Banco Comercial do Atlântico, da empresa Cavibel e da Super Bock.

Pelo sétimo ano consecutivo, informou, a música do grupo foi composta por George Tavares.

Este ano, disse aquela responsável, vão brincar, dançar e pular ao som de “Trovador” e quem não poder deslocar-se à Avenida, terá a oportunidade de assistir o desfile em directo na Televisão de Cabo Verde.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos