Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Cardeal Dom Arlindo Furtado destaca importância do audiovisual para transmissão de valores

Cidade da Praia, 20 Jul (Inforpress) – O Cardeal Dom Arlindo Furtado destacou hoje a importância do audiovisual para a transmissão de valores e para a comunicação, tendo assegurado que este é o meio “mais atraente, agradável e mais eficaz” para a comunicação, actualmente.

Dom Arlindo Furtado que falava à imprensa à saída do encontro que manteve, no Bispado da Praia, com a Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde (ACACV), a pedido da instituição, visando socializar com a Igreja Católica possíveis parcerias.

Os meios audiovisuais, na óptica do bispo de Santiago, são “providenciais”, hoje, para a transmissão de valores e para a comunicação, porque no seu entender, este é o meio “mais atraente, agradável e mais eficaz” para a comunicação.

“Por isso que a igreja deve fazer tudo para que os valores sociais, humanos e religiosos passem também por esse meio que é providencial de que todos devemos servir para uma construção mais sólida da sociedade”, disse o Bispo.

Segundo Dom Arlindo Furtado, a Igreja Católica tem tentado fazer o uso do audiovisual, no momento, de forma “muito” incipiente, mas com a preocupação de melhorar nesta matéria, pelo que esta futura parceria com a ACACV será o caminho para tal.

O Cardeal Dom Arlindo Furtado destacou a prontidão da igreja em estar sempre envolvido em processos educativos, contribuindo e apoiando em tudo aquilo que seja “favorável” à formação do ser humano e à consciência colectiva.

No que tange a uma das propostas da ACACV, o de ter o apoio da igreja para produções de filmes e exibições, o Cardeal avançou que não se trata de produções estritamente religiosas, mas sim, filmes portadores de valores humanos e sociais, que suscitam reflexão, análise e argumentação.

Porque, conforme justificou, todos estes aspectos fazem parte da construção da sociedade e do ser humano nela inserida, pelo qual a igreja também quer ser “protagonista”.

Por sua vez, o presidente da ACACV, Júlio Silvão Tavares, reiterou o propósito da associação em querer estabelecer uma parceria com a Igreja Católica, fundamentalmente na área de audiovisual focado na formação e produção de filmes e exibição dos mesmos nos espaços culturais da igreja.

Júlio Tavares adiantou ainda que o encontro foi frutífero, já que tiveram uma “grande abertura” por parte do Cardeal, tendo reconhecido a importância da igreja em todo o processo educativo da sociedade.

Apontou, de igual modo, que irão potencializar em diferentes paróquias pessoas para feitura de filmes, que pode ser de carácter comunitário, filmes culturais, sobre diferentes personagens da igreja que muitos ainda desconhecem, e filmes sobre o património material e imaterial da igreja que pode servir de base para a educação da sociedade.

“São filmes de todo o género, desde que sirvam como base para educação da sociedade, filmes culturais, tanto de género ficção ou de documentário, mas também filmes que retratam a história da igreja em outras paragens”, sustentou o presidente da ACACV.

TC/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos