Candidato a presidente do conselho directivo do INE promete dar continuidade aos trabalhos e apostar no digital

Cidade da Praia, 06 Mai (Inforpress) – O candidato ao cargo de presidente do conselho directivo do Instituto Nacional de Estatística (INE), João Cardoso, afirmou hoje que caso for escolhido pretende dar continuidade aos trabalhos e apostar fortemente no digital para o cumprimento dos objectivos.

Este responsável fez estas declarações à Inforpress após ser auditado pela Comissão Especializada dos Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos, Segurança e Reforma do Estado, esta sexta-feira, na Cidade da Praia.

“Sendo um filho da casa com anos de serviço, me foi colocado este desafio que é o de dar continuidade ao trabalho que tem sido feito no INE no sentido de estar mais actualizado possível, a nível de metodologias, tecnologias de informação e comunicação (TIC), é uma corrida de estafeta, já foi feito um trabalho, agora é dar continuidade a esse trabalho nesta era moderna”, declarou.

Realçou neste sentido que espera implementar e aprofundar todos os departamentos e criar o espírito de utilização das novas tecnologias e o aproveitamento que as TIC permite fazer relativamente aos dados administrativos e para as demandas mais céleres.

Afiançou ainda que o INE continuará a ser uma instituição de portas abertas para a sociedade civil e reforçar a cooperação com as outras instituições, universidades nacionais e internacionais.

João Cardoso prometeu igualmente implementar um conjunto de iniciativas para reforçar a melhoria da qualidade dos dados, promover a valorização dos recursos humanos, tendo defendido durante a audição a necessidade do INE ter a sua sede própria.

“Uma melhor capacitação dos técnicos garantirá sempre melhor qualidade de dados, por isso o capital humano é a minha preocupação, a formação contínua dos quadros do INE, estreitar cooperação a nível internacional e fazer funcionar os acordos que temos com as universidades por forma que tenhamos portas abertas”, afirmou.

O INE procura ser reconhecido como uma instituição estatística de referência como produtor e fornecedor de informação estatística oficial de qualidade, organização tecnicamente independente e credível, contribuir para a promoção da literacia estatística e no empenhamento e eficácia na cooperação internacional.

A instituição tem por missão produzir e difundir, de forma eficiente, informação estatística oficial de qualidade [fiável, actual e pontual] necessária ao conhecimento objectivo duma sociedade em mudança, que ajude os cabo-verdianos a conhecer melhor o seu país, a sua população, os seus recursos, a sua economia, a sua sociedade e a sua cultura.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos